Seleção brasileira de futsal é convocada para amistosos

Equipe fará primeiros jogos na Líbia e na Malásia, se preparando para o mundial da categoria, em outubro

Efe

12 de janeiro de 2008 | 15h27

O técnico PC de Oliveira, da seleção brasileira masculina de futsal, fez a primeira convocação para o ano de 2008 já visando a conquista do Mundial da categoria, a ser disputado no próximo mês de outubro no Brasil. A equipe já começa o ano com compromissos no exterior. Ainda em janeiro, o Brasil faz amistosos na Líbia e disputa o torneio KL World 5's em Kuala Lumpur, capital da Malásia.   O Brasil fará três amistosos contra a seleção líbia. As partidas serão em cidades diferentes, incluindo a capital Trípoli, e servirão como preparação para o torneio em território malaio.   O torneio KL World 5's volta a ser disputado cinco anos depois de sua primeira edição, vencida pela Argentina, e contará com a participação de dez países que jogarão entre os dias 29 de janeiro e 3 de fevereiro.   Dos 13 convocados, apenas um atua fora do país: o fixo Jonas, do Móstoles, da Espanha. A base é a mesma da equipe que goleou a Argentina por 6 a 0 em 23 de dezembro na cidade paulista de Barueri, no amistoso que encerrou a temporada de 2007 das duas seleções. No ano passado, o Brasil obteve a impressionante marca de 39 vitórias em igual número de partidas.   Além do fixo Jonas, outras novidades são as presenças dos alas Ari e Falcão, que não atuaram no último desafio internacional de 2007. Falcão, aliás, só se apresentará para a competição na Malásia devido a compromissos particulares, deixando apenas 12 atletas à disposição do técnico PC de Oliveira.   Os convocados são: Goleiros: Rogério (Joinville) e Tiago (Malwee/Jaraguá). Fixos: Jonas (Móstoles-ESP), Leco (Malwee/Jaraguá) e Chico (Malwee/Jaraguá). Alas: Ari, Willian e Falcão (Malwee/Jaraguá), Mithyuê (Joinville) e Cabreúva (Unisul). Pivôs: Humberto, Lenísio (Malwee/Jaraguá) e Valdin (Cortiana/UCS).

Tudo o que sabemos sobre:
Futsalseleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.