Seleção brasileira está "louca para jogar", diz Parreira

A cinco dias para a estréia na Copa do Mundo da Alemanha, o treinador Carlos Alberto Parreira disse nesta quinta-feira que a seleção brasileira está "louca para jogar". O time pega a Croácia na próxima terça, em Berlim, pela abertura do Grupo F do torneio."Está na hora de voltarmos a competir, já passamos por toda a fase de preparação. Não jogamos uma partida oficial há oito meses (diante da Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas) e todos estão doidos, inclusive o treinador, para começar a competição", comentou Parreira, que disse não estar preocupado em decepcionar os torcedores."Não estou preocupado com uma apresentação de gala na estréia, o importante é começarmos com vitória. Não sou contra isso (espetáculo), mas vamos deixar claro que não deixaremos a equipe sentindo algum tipo de arrependimento. Temos que sair de cabeça erguida e fazer o que pretendemos", completou.Parreira chegou a comparar a seleção a um "caminhão pesado", que precisa ser tirado da "inércia" nesse momento. "Não vamos começar 100% e nem queríamos isso. A tendência é que o time cresça durante a Copa", explicou. Prestes a participar da sua sétima Copa do Mundo, o tetracampeão em 1994 disse acreditar que Ronaldinho Gaúcho não sentirá a pressão, uma vez que o meia-atacante jogará seu primeiro Mundial após ser considerado o melhor atleta do planeta por dois anos consecutivos. "Ele está acostumado com a pressão. Quem joga no Barcelona e já passou por diversas partidas importantes como ele, está preparado. O Ronaldinho está com uma situação mental e psicológica muito boa e sabe que será um jogador visado ao receber uma forte marcação".Segundo Parreira, a derrota da seleção croata no amistoso com a Espanha (2 a 1), na quarta-feira, não pode ser usada como parâmetro. "Não vamos avaliar um adversário com cinco dias para começar a competição. Eles atuaram descaracterizados no segundo tempo depois que o treinador (Zlatko Kranjcar) fez diversas alterações. O que tinha que ser estudado já foi feito."Para o segundo treino do Brasil nesta sexta-feira, Parreira pretende começar os trabalhos com meia hora de antecedência para que toda a delegação possa assistir ao jogo entre Alemanha e Costa Rica, que irá abrir o Mundial. Os treinamentos da manhã serão realizados na academia localizada no anexo do Hotel Kempinski Falkenstein, em Königstein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.