Reprodução/CBF
Reprodução/CBF

Seleção brasileira faz testes de coronavírus, e médico diz: 'Todos precisam estar conscientes'

Rodrigo Lasmar explica como serão realizados os exames e as mudanças na CBF para evitar a propagação da covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2020 | 17h24

Jogadores, comissão técnica e demais funcionários da seleção brasileira começaram a passar por testes de coronavírus nesta segunda-feira, dia da apresentação na Granja Comary para os primeiros compromissos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O médico da seleção, Rodrigo Lasmar, explicou como serão feitos os exames e disse que "todos precisam estar conscientes".

"Iniciamos a bateria de exames em todos os atletas e a comissão que chegaram hoje para que tenhamos segurança no início do nosso trabalho. Teremos outras sequuências de testes: amanhã os atletas que chegarão pela manhã e na quarta já visando ao jogo de sexta (contra a Bolívia)", afirmou o médico.

A CBF tem adotado medidas de segurança para evitar a propagação do novo coronavírus nos jogadores, comissão técnica e funcionários. Como já virou praxe no retorno do futebol ao redor do mundo, todos precisam usar máscaras, passar álcool em gel e manter distanciamento. Os treinos na Granja Comary não contarão com a presença de imprensa.

"É um momento novo e diferente, todos precisam estar conscientes. Nosso objetivo é criar um ambiente seguro para que todos os funcionários tenham condição de trabalho com segurança. Todas as medidas protetivas são tomadas, como orientação, uso de álcool em gel e máscaras, distanciamento, além das adaptações que já foram feitas no refeitório, durante o transporte... Temos todo o cuidado para que o retorno seja seguro", afirmou Lasmar.

A maioria dos 23 convocados pelo técnico Tite chegou nesta segunda-feira à Granja Comary: os goleiros Weverton, Ederson e Santos, os defensores Marquinhos, Felipe, Renan Lodi e Gabriel Menino, que jogará na lateral-direita, e os atacantes Éverton Cebolinha e Neymar. O atacante Richarlison já havia chegado no domingo. Os outros jogadores se apresentam entre esta segunda à noite e terça-feira.

A seleção brasileira entra em campo diante da Bolívia, nesta sexta-feira, na Neo Química Arena, a casa do Corinthians. Na sequência, a equipe viaja para Lima, onde enfrenta o Peru, no dia 13 de outubro.

TREINO

Nesta segunda-feira, o técnico Tite trabalhou com oito convocados em campo: os cinco jogadores de linha Neymar, Marquinhos, Rodrigo Caio, Éverton Ribeiro e Gabriel Menino e os goleiros Ederson, Weverton e Santos. Dois jogadores do sub-20 do Vasco, o lateral-esquerdo Riquelme e o atacante Lucas Figueiredo foram chamados para completar atividade.

Como Thiago Silva, Felipe, Renan Lodi e Everton Cebolinha atuaram no domingo, apenas correram em volta do campo. Richarlison, por sua vez, realizou fisioterapia no tornozelo esquerdo por causa de pancada sofrida no sábado, quando estava em campo pelo Everton.

De acordo com o médico Rodrigo Lasmar, Richarlison não deve ser desfalque para Tite. "Nossa expectativa é positiva, achamos que ele tem condição de se recuperar. Vamos acompanhando dia a dia para que ele tenha condições de voltar a treinar".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.