Christophe Ena/AP
Christophe Ena/AP

Seleção brasileira mantém escrita e perde para algoz França por 1 a 0

Expulsão de Hernanes complica esquema de Mano, que conhece sua segunda derrota consecutiva

ALAN RAFAEL VILLAVERDE, estadão.com.br

09 de fevereiro de 2011 | 19h52

SÃO PAULO - A seleção brasileira bem que tentou mas a sina continua e, na noite desta quarta-feira, a equipe comandada por Mano Menezes perdeu o amistoso para a França por 1 a 0, no Stade de France, em Saint-Denis.

Agora são seis jogos seguidos sem uma vitória sequer sobre a França, que, em tal período, eliminou o escrete canarinho das Copas de 98 - final - e 2006 - quartas de final -, além das Copas das Confederações, em 2001.

O jejum, no entanto, é o que menos preocupa o técnico Mano Menezes neste momento, e sim os resultados ruins de sua seleção contra adversários considerados fortes. Antes deste revés, o Brasil havia perdido pelo mesmo placar para a Argentina, em novembro de 2010.

A explicação para a ineficiência do ataque diante de rivais históricos pode ser encontrada no meio-de-campo. A ausência de meias como Ganso e Kaká fez com que Mano Menezes testasse jogadores como Douglas e Ronaldinho Gaúcho, contra a Argentina, e Jadson, Hernanes e Renato Augusto contra a França. Sem tempo para treinar, o entrosamento na seleção não aconteceu, o que ficou evidente na partida no Stade de France.

Mesmo assim, a seleção brasileira realizou um bom primeiro tempo diante dos algozes franceses. O bom posicionamento dos laterais e dos meio-campistas fez com que a equipe tivesse a posse de bola. Robinho e Pato, no entanto, não conseguiram finalizar com precisão. "Faltou melhorar o último toque para ter mais conclusões", disse Robinho, em entrevista à TV Globo.

Erro infantil. Com a seleção tendo o jogo sob controle, Hernanes tratou de acabar com as expectativas da torcida brasileira em ver o jejum terminar. O meio-campista da Lazio acertou o peito de Benzema com o pé direito na tentativa de evitar um chapéu, aos 39 minutos, lembrando a jogada bizarra de De Jong, da Holanda, na final da Copa do Mundo de 2010 sobre Xabi Alonso, da Espanha.

Com mais espaço para tocar a bola, já que Mano optou por não mudar o esquema da seleção brasileira, apenas recuando Robinho para o meio-de-campo, a França dominou o segundo tempo e marcou o gol da vitória aos nove minutos, quando Menez - melhor do amistoso - passou por Robinho e André Santos pela direita para cruzar rasteiro, fazendo a bola encontrar o pé de Benzema, que só a tocou para o fundo do gol.

Mano Menezes tentou mudar a equipe, tirando Renato Augusto, que teve uma estreia discreta, para a entrada de Jadson, ex-Atlético Paranaense. Além disso, deu chances para André, Sandro e Hulk. O atacante do Porto, inclusive, teve a melhor chance para o Brasil ao menos sair do amistoso com o empate, mas, após o bom passe de Jadson, Hulk adiantou a bola, facilitando a defesa de Lloris.

Agora, a seleção brasileira volta a jogar no dia 27 de março, em Londres, ainda sem um adversário definido.

Notas. Sob o comando de Mano, a seleção soma três vitórias e duas derrotas +++ A partida marcou as estreias do novos uniformes das duas seleções +++ A última vitória do Brasil sobre a França foi em 92, por 2 a 0, e a grande atração foi Ayrton Senna, que deu o chute inicial +++ Este foi o primeiro jogo que Pato não marcou gols sob o comando de Mano Menezes. +++ Destaque do Brasil, o goleiro Julio Cesar voltou a jogar pela seleção após a eliminação na Copa do Mundo de 2010.

FRANÇA - 1 - Lloris; Sagna, Rami, Mexes e Abidal; A. Diarra, Yann M'Vila (Diaby), Gourcuff (Cabaye) e Menez (Remy); Benzema (Gamero) e Malouda. Técnico - Laurent Blanc.

BRASIL - 0 - Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Elias (André), Lucas, Hernanes e Renato Augusto (Jadson); Robinho (Sandro) e Alexandre Pato (Hulk). Técnico - Mano Menezes.

Gol - Benzema, aos nove minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Menez e Robinho. Cartão vermelho - Hernanes. Árbitro - Wolfgang Stark (ALE). Renda - não disponível. Público - 79.612 pagantes. Local - Stade de France, Saint-Denis, França.

Veja também:

blog Blog do Antero - Brasil e Portugal sofrem derrotas instrutivas em amistosos

linkMano diz que derrotas não mudam planejamento

linkJulio Cesar e David Luiz criticam decisão de árbitro em expulsar Hernanes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.