Lucas Figueiredo / CBF
Lucas Figueiredo / CBF

Seleção brasileira mantém liderança do ranking da Fifa; Argentina ultrapassa França

Após passar cinco anos longe do posto, Brasil segue em primeiro lugar, seguido pela Bélgica, na preparação para a Copa do Mundo

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2022 | 10h50

A Fifa divulgou, nesta quinta-feira, a nova atualização de seu ranking de seleções, e o Brasil continua em primeiro lugar, posição assumida em março após cinco anos longe do topo. Com 1837.56 pontos somados dentro do critério de avaliação da entidade, a seleção brasileira é perseguida de perto pela Bélgica, segunda colocada, com 1821.92 pontos.

Um pouco mais abaixo, na terceira colocação, está a Argentina, que tem 1770.65 pontos e ultrapassou atual campeã mundial França, dona de 1.764 pontos e agora quarta colocada. Invictos há 33 jogos, os argentinos vivem uma excelente fase sob o comando do treinador Lionel Scaloni e estão com altas expectativas para a Copa do Catar.

Atrás da França, estão Inglaterra, em quinto lugar, como na edição anterior, e Espanha, que subiu para o sexto lugar. Com isso, a sétima posição, antes em mãos espanholas, ficou com a Itália, em queda no ranking depois de não ter se classificado para o mundial deste ano. Já Portugal caiu para nono, enquanto a Holanda ganhou duas posições e subiu para oitavo.

O México, até então integrante do Top 10, em nono lugar, caiu para a 12ª posição. Agora, quem completa a lista de dez seleções mais bem ranqueadas é a Dinamarca, primeira equipe europeia a se classificar para a Copa do Mundo. Além disso, os dinamarqueses foram semifinalistas da Eurocopa no ano passado e lideram o Grupo 1 da Liga das Nações da Uefa, no qual a França é a quarta colocada.

Fora das dez primeiras posições, houveram alguns saltos notáveis na classificação. O maior deles foi do Casaquistão, que subiu 11 lugares para ficar em 114º. Cuuba chegou à 167ª posição, ao ganhar dez, e a Grécia escalou sete degraus até se colocar em 48º.

Confira o Top 10 do ranking da Fifa:

1. Brasil - 1837.56

2. Bélgica - 1821.92

3. Argentina - 1770.65

4. França - 1764.85

5. Inglaterra - 1737.46

6. Espanha - 1716.93

7. Itália - 1713.86

8. Holanda - 1679.41

9. Portugal - 1678.65

10. Dinamarca - 1665.47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.