Instagram/taffareloriginal
Instagram/taffareloriginal

Seleção brasileira recebe visita de Zagallo e cartolas da CBF em Teresópolis

Aos 86 anos, 'velho lobo' mostra otimismo com a equipe comandada por Tite

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2018 | 13h42

A seleção brasileira recebeu a visita do tetracampeão Zagallo nesta quinta-feira. Campeão mundial como jogador nas Copas de 1958 e 1962, como técnico em 1970 e como auxiliar em 1994, ele chegou à Granja Comary pela manhã e ficou no CT até o fim da tarde.

+ CBF ainda espera aval da Fifa para liberar uso de 12 suplentes pré-inscritos

+ Feriado em jogos do Brasil na Copa do Mundo? Entenda o que a lei determina

Segundo a CBF, foi o próprio Zagallo quem pediu para visitar o elenco. Ao chegar à concentração, ele foi recebido por Tite e Edu Gaspar. “Eu estou muito satisfeito de estar aqui perto de vocês. O trabalho do Tite nos traz mais força e confiança, é perfeito. Ele tem muita capacidade. É uma pessoa sensacional. A seleção não poderia ter outro técnico”, elogiou Zagallo.

Aos 86 anos, o “velho lobo”, como é conhecido, mantém o tradicional otimismo quando o assunto é a seleção brasileira. Ele se mostrou esperançoso na conquista do hexacampeonato, na Rússia. “Depois que o Tite assumiu o cargo deu novas esperanças. E isso dá esperança de chegar ao título”, disse, na chegada à Granja.

Zagallo almoçou com o elenco e recebeu uma camisa autografada pelo grupo. O tetracampeão também falou aos jogadores. “Quando estiver tocando o hino nacional, podem ter certeza que Zagallo estará lá com vocês. Nós vamos ganhar esse Hexa!”, discursou.

Além do ex-treinador, o elenco do Brasil também recebeu nesta quinta-feira a visita de dois de seus cartolas. O atual presidente da CBF, coronel Antônio Carlos Nunes, e o presidente eleito para o quadriênio que inicia em abril do ano que vem, Rogério Caboclo, chegaram de helicóptero ao CT da seleção ainda pela manhã. À tarde, Zagallo e Caboclo acompanharam parte do treino da seleção em um dos reservados. Caboclo seguirá com a delegação pelo menos até sexta-feira. Já o coronel Nunes, assim como Zagallo, voltaria para o Rio ainda nesta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.