Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Seleção brasileira se divide para treinos na África do Sul

Quem enfrentou os EUA fez apenas exercícios em academia; os outros foram ao estádio e disputaram rachão

AE, Agência Estado

19 de junho de 2009 | 11h06

PRETÓRIA - A seleção brasileira voltou às atividades nesta sexta-feira, menos de 24 horas depois de vencer os Estados Unidos por 3 a 0, na segunda rodada do Grupo B da Copa das Confederações. No retorno aos treinamentos, a equipe foi dividida em duas.

Veja também:

linkDunga elogia atuação de reservas contra Estados Unidos

linkSeleção brasileira destaca força do grupo após vitória

linkKaká elogia partida da seleção e dá parabéns a Ramires

linkDestaques, Maicon e Ramires aguardam novas chances

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Os dez jogadores de linha que começaram jogando contra os norte-americanos fizeram um trabalho regenerativo em uma academia de Pretória. O goleiro Júlio César e os 12 atletas que não foram titulares foram ao Super Stadium, onde participaram de um trabalho físico com o preparador físico Paul Paixão.

Depois das atividades físicas, os atletas fizeram um treino recreativo. O zagueiro Juan ficou mais uma vez fora do treinamento com bola - na quarta-feira, ele já havia pedido para não participar, devido a dores musculares.

Juan, que teve problemas com lesões durante a última temporada europeia, e reclamou do desgaste físico após a vitória por 4 a 3 sobre o Egito, na estreia da seleção na Copa das Confederações. Ele não enfrentou os Estados Unidos - foi substituído por Miranda.

A seleção brasileira volta a campo no domingo, às 15h30, para enfrentar a Itália. A equipe precisa de um empate para garantir o primeiro lugar do Grupo B do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.