Mauro Pimentel/EFE
Mauro Pimentel/EFE

Seleção brasileira terá academia moderna em preparação para Copa

Jogadores convocados por Tite vão contar com equipamento de última geração na Granja Comary e em Sochi

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2018 | 07h00

A seleção brasileira contará com equipamentos de última geração para a realização de trabalhos físicos e de recuperação de atletas durante sua preparação para a Copa do Mundo na Granja Comary e também em sua base em Sochi, onde ficará concentrada. Um “centro de excelência” está sendo montado em Teresópolis e uma academia sob medida será instalada anexa ao hotel na Rússia.

+ Capitão de 2002, Cafu vira embaixador do álbum de figurinhas da Copa

+ Tite se esquiva de pergunta e evita polêmica envolvendo dirigentes da CBF

Na semana passada, o preparador físico da seleção, Fábio Mahseredjian, esteve na Itália para conhecer os equipamentos e definir os que servirão aos 23 jogadores que Tite levará para o Mundial. “A medicina esportiva e tudo o que envolve a ciência do treinamento esportivo evolui a cada dia, a cada mês, a cada ano”, disse.

Ele se mostrou especialmente entusiasmado com um novo modelo de esteira que terá à disposição. “Ela não é utilizada apenas no trabalho de potência e capacidade aeróbica, mas também para trabalhos de potência e força”, explicou.

Os equipamentos serão fornecidos pela Technogym, que tem sede em Cesena. A empresa firmou acordo com a CBF e irá equipar o que Mahseredjian chama de “centro de excelência”, que está sendo montado na Granja Comary. O espaço será complementar academia que já existe no local. Lá, serão realizados trabalhos específicos de força, recuperação de jogadores e manutenção da condição física.

Segundo a CBF, após a Copa o centro servirá também para utilização dos jogadores de todas as categorias de base da seleção, assim como pela equipe feminina.

Pelo acordo, a empresa italiana enviará à Rússia todos os equipamentos que forem solicitados pela comissão técnica da seleção. “Isso servirá para a continuação da nossa preparação para a Copa do Mundo já na nossa base em Sochi”, considerou Mahseredjian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.