Seleção caseira se apresenta a Parreira

A seleção brasileira formada apenas por atletas em atividade no País se apresenta nesta segunda-feira, às 18 horas, no Hotel Crowne Plaza, em São Paulo, ao técnico Carlos Alberto Parreira, mas só realiza um treino, terça-feira, para o jogo de quarta-feira com a Guatemala, às 21h45, no Pacaembu. O amistoso faz parte dos festejos pelos 40 anos da TV Globo, marcará a despedida de Romário da seleção e pode servir para que o treinador diminua suas dúvidas com relação ao grupo final que será escolhido para a disputa da Copa do Mundo da Alemanha, em 2006. Dos 23 relacionados para a partida com a Guatemala, somente o goleiro Marcos, do Palmeiras, é nome certo para o Mundial. Robinho, do Santos, tem muitas chances de figurar na lista definitiva de Parreira. Entre os cotados para seguir com a seleção até a Alemanha está o lateral-esquerdo Gustavo Nery, do Corinthians. Por enquanto, ele é o preferido do treinador para a reserva de Roberto Carlos. O meia Ricardinho, do Santos, também pode ser aproveitado. Magrão, do Palmeiras, e os laterais-direitos Cicinho, do São Paulo, e Gabriel, do Fluminense, são outros que alimentam alguma esperança de integrar o grupo na próxima Copa do Mundo. O goleiro Rogério Ceni, ídolo do São Paulo, pode até vir a ser convocado para a competição, mas dependeria de algum revés de um dos três goleiros de que mais gosta Parreira: pela ordem, Dida, Marcos e Julio Cesar. O mesmo pode-se afirmar do atacante Grafite, outro do tricolor paulista. Sua inclusão dependeria de um imprevisto com Ronaldo, Adriano, Ricardo Oliveira, Luís Fabiano e até de Kaká, Ronaldinho Gaúcho ou Robinho. O meia Fernandinho, do Atlético-PR, não se apresentará à seleção, por causa de contusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.