Yoan Valat / EFE
Yoan Valat / EFE

Seleção da Itália tem Emerson Palmieri, volta de Verratti e baixa de Balotelli

Roberto Mancini convoca jovem Gianluca Caprari pela primeira vez e Giovinco retorna à equipe

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2018 | 12h10

O meio-campista Marco Verratti, do Paris Saint-Germain, está de volta à seleção italiana. O meia foi um dos 28 jogadores convocados pelo técnico Roberto Mancini, nesta sexta-feira, para a disputa do amistoso contra a Ucrânia, dia 10, em Gênova, e para o duelo com a Polônia, pela Liga das Nações, dia 14, na cidade polonesa de Chorzow.

Machucado, Verratti não participou dos jogos de setembro, nos quais a equipe italiana empatou com a Polônia (1 a 1) e perdeu para Portugal (0 a 1). Será a primeira vez que o atleta vai trabalhar com Mancini.

Mario Balotelli, longe da melhor condição física, ficou de fora da lista. O polêmico jogador também não foi relacionado para integrar o elenco do Nice, sua equipe atual, para o jogo contra o Toulouse, nesta sexta, em rodada do Campeonato Francês.

Uma das novidades da convocação foi o nome do atacante Gianluca Caprari, da Sampdoria, que faz sua estreia na seleção principal, além do retorno de Sebastian Giovinco, que atua pelo Toronto e que estava ausente do selecionado desde 2015.

O lateral brasileiro Emerson Palmieri (ex-Santos), que também tem nacionalidade italiana, foi incluído novamente na lista de Mancini, após se destacar com a camisa do Chelsea nos últimos jogos.

A Itália é a lanterna do Grupo 3 da Liga das Nações, com um ponto ganho em dois jogos disputados. A liderança é de Portugal, que soma três pontos. Os poloneses têm um.


Confira os convocados da seleção italiana:

Goleiros - Alessio Cragno (Cagliari), Gianluigi Donnarumma (Milan), Mattia Perin (Juventus) e Salvatore Sirigu (Torino);

Defensores - Francesco Acerbi (Lazio), Cristiano Biraghi (Fiorentina), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Domenico Criscito (Genoa), Danilo D'Ambrosio (Inter de Milão), Emerson Palmieri (Chelsea), Alessandro Florenzi (Roma) e Alessio Romagnoli (Milan);

Meio-campistas - Nicolo Barella (Cagliari), Federico Bernardeschi (Juventus), Giacomo Bonaventura (Milan), Roberto Gagliardini (Inter de Milão), Jorginho (Chelsea), Lorenzo Pellegrini (Roma) e Marco Verratti (Paris Saint-Germain);

Atacantes - Domenico Berardi (Sassuolo), Gianluca Caprari (Sampdoria), Federico Chiesa (Fiorentina), Patrick Cutrone (Milan), Sebastian Giovinco (Toronto), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli) e Simone Zaza (Torino).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.