Seleção dá novo ânimo ao Corinthians

A convocação de Dida e Vampeta para a seleção que vai disputar a Copa do Mundo melhorou ainda mais o ambiente no Corinthians. Embora outros jogadores como Rogério, Ricardinho e Kléber estivessem também na expectativa de serem lembrados, a presença do goleiro e do volante será suficiente para dar novo ânimo ao time que começa a definir outra competição, a Copa do Brasil, contra o Brasiliense, quarta-feira, no Morumbi. O técnico Carlos Alberto Parreira ficou ainda mais tranqüilo quando soube que a CBF vai liberar os dois jogadores do Corinthians para participarem da segunda partida da final da competição nacional, marcada para dia 15, em Brasília. "Vamos poder contar com força máxima até o fim", disse o treinador. "Mas será puxado para os atletas, que no dia seguinte ao segundo jogo contra o Brasiliense terão que viajar para se encontrar com a seleção na Espanha (na primeira fase de treinamento.) Parreira está preocupado com o desgaste físico e emocional da equipe paulista, por causa da seqüência de jogos decisivos. Hoje à noite, os atletas começaram o regime de concentração. "Temos de encarar o Brasiliense com seriedade e respeito", avaliou o treinador corintiano. O atacante Gil ainda estava emocionado hoje pelo gol que fez diante do São Paulo, no domingo, quebrando um jejum de 14 jogos sem marcar. "Foi o gol mais importante que fiz nos 100 jogos disputados com a camisa do Corinthians. Realmente, saiu um grande peso, que me incomodava. Espero agora ter mais traqüilidade nos próximos jogos", ressaltou Gil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.