Seleção embarca para o Paraguai

O desgaste passou a ser um dos principais adversários da seleção brasileira para o jogo de quarta-feira, contra o Paraguai. Como a maioria dos convocados atua na Europa e só pôde ser liberada após os compromissos por seus clubes no fim de semana, muitos viajaram de 11 a 13 horas para o Brasil e, amanhã, seguem do Rio e de São Paulo até a capital do Paraguai, Assunção, local da partida. Com a greve da Polícia Federal e as longas filas nos aeroportos, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu retardar em quase duas horas a decolagem do vôo fretado da seleção, previsto para sair amanhã, às 10 horas, do Rio e às 11 horas, de São Paulo. Isso significa dizer que haverá menos tempo para o grupo ficar junto em Assunção. Embora nenhum treino esteja programado para amanhã, o técnico Carlos Alberto Parreira quer aproveitar o máximo de tempo possível para conversar com os atletas e falar sobre o time do Paraguai. Um vídeo com caracaterísticas individuais de cada atleta do rival sul-americano será exibido no hotel da delegação. O grupo realizará apenas um treino, tercá-feira, antes do jogo. "Quero que os jogadores descansem bastante na segunda-feira. Vão estar sob o impacto de duas viagens longas; sem falar no tempo que devemos perder com as prováveis filas nos aeroportos", disse Parreira. Ele só anunciará a escalação oficial terça-feira, mas até antes do término da rodada de fim de semana dos principais campeonatos europeus não tinha dúvidas na formação do time. A ausência de Kléberson, cortado por contusão, deixou o técnico mais à vontade para escalar Renato, do Santos. Na verdade, o meia do Manchester United é o preferido de Parreira e pode recuperar a vaga de titular nas próximas rodadas das eliminatórias do Mundial de 2006. Isso dependerá, também, do desempenho de Renato na partida de quarta e na seqüência de jogos do Santos. Os outros convocados de última hora, Maicon, que vai ocupar o lugar de Belletti, e Felipe, para vaga de Alex, não devem ter oportunidade no jogo, salvo um imprevisto. A seleção vai fazer ?treino de reconhecimento? no Estádio Defensores Del Chaco na tarde de terça-feira. Na quarta-feira, a delegação volta para o Brasil logo após a partida.

Agencia Estado,

28 de março de 2004 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.