Seleção, enfim, está completa

Somente hoje, depois de quase três dias de preparação em Teresópolis, a seleção brasileira que vai disputar os dois próximos jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo - contra Paraguai e Argentina - está completa. O meia Júlio Baptista, convocado para a vaga de Grafite, cortado por contusão, se apresentou ao técnico Carlos Alberto Parreira logo cedo. No final da manhã, chegaram os últimos que faltavam - os santistas Robinho e Ricardinho, que jogaram ontem à noite em Curitiba pela Libertadores. Apesar de ter reunido a seleção na manhã de terça-feira, Parreira ainda não conseguiu fazer um treino coletivo sequer. Até ontem, ele contava com apenas 17 jogadores e por causa disso, comandou somente treinos táticos e técnicos. Como medida de precaução, o treinador decidiu reduzir a carga de treinamentos. O objetivo era preservar os atletas que atuam em clubes europeus e que vinham de uma temporada desgastante.Logo mais à tarde, Parreira dirige um treino técnico e só amanhã realiza o coletivo que vai definir a equipe titular para a partida contra o Paraguai, domingo, em Porto Alegre. O corte de Grafite foi decidido ainda na noite de ontem, quando o jogador se contundiu na partida do São Paulo contra o Tigres, pela Libertadores da América. Hoje de manhã, o técnico anunciou a convocação de Júlio Baptista - que já estava relacionado para a Copa das Confederações. Grafite havia sido convocado para o lugar de Ronaldo, dispensado para cuidar de problemas pessoais.A expectativa era que o treinador chamasse um centroavante de origem: os nomes de Fred (Cruzeiro) e Fernandão (Inter) eram os mais cotados. Júlio Baptista, que começou como volante no São Paulo e hoje atua como meia-ofensivo na equipe espanhola, sequer chegou a ser cogitado para a vaga pelos jornalistas que acompanham os treinos em Teresópolis. Ao ser questionado sobre a opção, Parreira se irritou. "Eu não pergunto a você (dirigindo-se para o jornalista que fez a indagação) porque você usa barba branca", respondeu. Em seguida, demonstrando estar arrependido, explicou. "Precisávamos de um jogador experiente. Ele está conosco já há quase dois anos e além disso é artilheiro em seu time", argumentou.Parreira revelou que chegou a pensar em Fred, mas considerou que o jogador do Cruzeiro ainda está pronto para a Seleção.O corte de Grafite foi o terceiro da semana. Antes dele, o zagueiro Luisão e meia Alex já haviam sido cortados por contusão. Foram substituídos, respectivamente, por Ânderson (Corinthians) e Edu (Sevilla).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.