Seleção esquece guaraná no Japão

Mal assinou o contrato de dez anos com a Ambev, a direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já vai ter de contornar o primeiro problema com a empresa fabricante de cerveja e refrigerante. Várias caixas de Guaraná Antárctica, o novo patrocinador da seleção, foram abandonadas em Kashima, no Japão, por falha da delegação chefiada pelo coordenador-técnico Antonio Lopes, que não providenciou o transporte da bebida para a Coréia do Sul, onde o Brasil jogou e perdeu duas partidas, contra França e Austrália. Duas representantes da Ambev viajaram do Brasil para o Japão a fim de acompanhar a seleção na Copa das Confederações, procedimento normal adotado pelos patrocinadores da equipe, como a Nike. A delegação passou a utilizar uniformes com a logomarca do guaraná durante os treinos em Tóquio, na fase inicial de preparação para a disputa da competição. Dias depois, a dupla enviada pela Ambev apresentava-se ao grupo. A empresa providenciou o envio de dezenas de caixas de guaraná para as refeições dos atletas e comissão técnica. Em Kashima, para onde o grupo seguiu em 27 de maio e realizou os três primeiros jogos da Copa, podia-se ver as caixas na cozinha do hotel em que ficou hospedada a seleção. A bebida chegou a ser servida aos atletas. A inesperada classificação à segunda fase do torneio como vice-líder do Grupo B obrigou a delegação a uma viagem cansativa e apressada para a Coréia do Sul. O empate com o Japão, dia 4 à noite, determinou a ida para o país vizinho na manhã seguinte. Em meio à correria para juntar a bagagem da seleção, as caixas de guaraná foram esquecidas. O coronel Mauro Félix, responsável pelos assuntos administrativos da comissão técnica, só tomou conhecimento do fato na noite de sábado, em Ulsan, cidade a 600 quilômetros da capital sul-coreana, Seul. "Não me avisaram nada sobre essas caixas."

Agencia Estado,

11 de junho de 2001 | 08h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.