Ronald Wittek/EFE
Ronald Wittek/EFE

Seleção faz treino fechado sem os lesionados Danilo e Douglas Costa

Problemas musculares fazem Tite comandar movimentação sem os dois atletas do setor direito do campo

Almir Leite, Ciro Campos, Leandro Silveira e Marcio Dolzan, enviados especiais / Sochi, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2018 | 11h58

A seleção brasileira treinou neste domingo em Sochi, em mais uma etapa da preparação para o duelo com a Sérvia, sem muitas indicações sobre qual será a escalação para o confronto de quarta-feira, em Moscou, ou do modelo tático para o confronto válido pela rodada final do Grupo E da Copa do Mundo. Lesionados, o lateral-direito Danilo e o meia-atacante Douglas Costa não participaram do trabalho.

+ Com Neymar 'apagado', Coutinho vira o 'dono da seleção' na Copa

+ Douglas Costa sente lesão na coxa e está fora do jogo contra a Sérvia

+ Sem titulares, seleção faz treino leve após vitória sobre a Costa Rica

Como tem sido rotineiro nos treinamentos da seleção na Rússia, o trabalho só teve a sua parte inicial, cerca de 20 minutos, aberta à imprensa. E neste período, o técnico Tite não deu qualquer dica sobre a formação que pretende usar na quarta, afinal, nesse período, os jogadores realizaram apenas um leve aquecimento em um dos campos da estrutura do estádio Slava Metreveli.

Quando a atividade foi fechada, a comissão técnica dividia os jogadores reservas e o meia-atacante Willian, que só participou dos 45 minutos iniciais da vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, em três times. Já os titulares faziam exercícios regenerativos, um dia após a maior parte deles nem ir ao campo na sequência do primeiro triunfo da seleção na Copa.

Com isso, definições sobre a escalação do Brasil para o confronto com a Sérvia e aspectos técnicos e táticos a serem trabalhados para o jogo deverão ser realizadas na segunda-feira, quando a equipe fará um treino completamente fechado em Sochi, antes do embarque para Moscou, palco do decisivo confronto.

 

As ausências da atividade eram as já esperadas. Danilo, com lesão na região do quadril direito na véspera do confronto com a Costa Rica, e Douglas Costa, que sofreu lesão na região posterior da coxa direita nos minutos finais do duelo, ficaram na fisioterapia. Os dois jogadores são desfalques certos para o próximo compromisso, mas o departamento médico da seleção acredita que eles ainda podem ser aproveitados na Copa, desde que a equipe vá avançando de fase.

Brasil e Sérvia vão se enfrentar às 15 horas (de Brasília) de quarta-feira, pela rodada final do Grupo E. Com quatro pontos e na liderança da chave em função dos critérios de desempate envolvendo a Suíça, a seleção precisa de um empate para se classificar às oitavas de final da Copa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.