Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Seleção feminina de futebol espera por jogo duro contra Argentina na Copa América

Brasil enfrenta argentinas podendo se tornar a primeira equipe sul-americana classificada para a Copa do Mundo de 2019

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2018 | 19h22

A seleção brasileira feminina fechou nesta quarta-feira a sua preparação para enfrentar a Argentina na penúltima rodada do quadrangular final da Copa América, nesta quinta, às 16h45 (de Brasília), no estádio La Portada, em La Serena, no Chile, onde voltará a defender a sua condição de grande favorita ao título da competição.

+ Vadão exalta vitória da seleção feminina e prevê 'jogo decisivo' contra Argentina

O técnico Vadão e os seus auxiliares Vagner dos Santos, Beatriz Vaz e Fabrício Maia comandaram um trabalho tático e, também na véspera do confronto, a atacante Cristiane afirmou esperar por um jogo duro, embora o Brasil já tenha batido as adversárias por 3 a 1 em sua estreia na competição, no último dia 5, pela fase de grupos.

"Vai ser um jogo bem diferente do anterior, da primeira partida que fizemos. Acho que elas estarão muito mais ligadas do que no jogo anterior, até porque é uma partida que já classifica (para o Mundial de 2019). Precisamos ter equilíbrio dentro de campo e ir em busca dos gols como a gente tem feito em todos os jogos", disse Cristiane, em entrevista ao canal de TV da CBF.

O time nacional estreou no quadrangular final vencendo o Chile por 3 a 1, na noite de segunda-feira, em La Serena, e divide a ponta deste estágio do torneio justamente com a Argentina, que derrotou a Colômbia pelo mesmo placar em outro duelo realizado na segunda-feira.

Com isso, o Brasil terá a chance de se tornar, já nesta quinta, a primeira seleção sul-americana classificada para a Copa do Mundo de 2019, na França, pois os dois primeiros colocados do quadrangular garantem vaga direta na competição, enquanto a seleção que terminar em terceiro lugar em solo chileno disputará uma repescagem contra um representante da Concacaf em busca de um outro posto no grande torneio.

Logo depois da partida entre brasileiras e argentinas, o confronto Chile x Colômbia, às 19 horas (de Brasília), fechará a penúltima rodada do quadrangular final, que será encerrado neste domingo, quando a seleção dirigida por Vadão enfrenta as colombianas, novamente em La Serena.

Principal força do futebol sul-americano, o Brasil conquistou a Copa América anteriormente em 1991, 1995, 1998, 2003, 2010 e 2014. O País só não ficou com a taça do torneio continental em 2006, quando foi surpreendido pela Argentina na decisão realizada na casa da adversária.

A seleção vencedora desta Copa América também vai assegurar participação nos Jogos Olímpicos de 2020 e a vice-campeã jogará uma outra repescagem contra uma nação da África por uma segunda vaga no grande evento em Tóquio. Para completar, a disputa em solo chileno dá quatro lugares nos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, onde Brasil, Argentina, Colômbia e o Chile estarão presentes pelo fato de terem avançado a este quadrangular final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.