Thais Magalhães/ CBF
Thais Magalhães/ CBF

Seleção feminina reage no segundo tempo e empata amistoso com Austrália por 2 a 2

Comandadas de Pia Sundhage têm melhor atuação em reencontro com australianas após derrota no sábado por 3 a 1

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2021 | 08h11

A seleção brasileira feminina mostrou um enorme poder de superação no segundo tempo e arrancou um empate por 2 a 2 com a Austrália, nesta terça-feira, no CommBank Stadium, em Sydney, no segundo e último amistoso entre os países na Data Fifa de outubro. Com gols de Erika e Debinha, o time comandado pela técnica sueca Pia Sundhage se recuperou de um placar adverso de 2 a 0 e evitou uma nova derrota para as donas da casa, que no último sábado haviam vencido por 3 a 1.

No comando da seleção feminina desde 2019, Pia só perdeu três vezes. A primeira derrota foi para a França por 1 a 0, em amistoso, em 2020. O segundo revés foi para os Estados Unidos por 2 a 0, pela SheBelieves Cup, em solo americano, em 2021. E a última foi para a Austrália há três dias.

Em campo, o Brasil começou a partida de forma apática, como aconteceu no primeiro amistoso, e a Austrália mostrou um ritmo muito intenso. Aos seis minutos, Foord recebeu cruzamento na pequena área, mas desperdiçou grande oportunidade ao mandar por cima do gol. No ataque seguinte, ela foi acionada pelo lado esquerdo e bateu de primeira, mas parou na goleira Letícia, que mandou para escanteio.

A pressão australiana deu certo aos 10 minutos. Após uma cobrança de escanteio, a bola foi disputada na área e sobrou para Polkinghorne, que pegou de primeira e abriu o placar - assim como no primeiro amistoso. A seleção brasileira buscou mais o ataque com a desvantagem, pressionando bastante as donas da casa, mas não conseguia finalizar.

Na volta do intervalo, a desatenção custou caro ao Brasil. Aos quatro minutos, Fowler acertou uma bola na trave, quase ampliando o placar. Três minutos depois, Carpenter colocou na frente para Sam Kerr. Ela recebeu, tirou da marcação e chutou bem, marcando o segundo gol da Austrália.

Apesar do início ruim na segunda etapa, o time brasileiro retomou a postura do primeiro tempo após levar o 2 a 0. Voltou a pressionar e o primeiro gol saiu aos 19 minutos. Após cobrança de escanteio de Marta, Tamires cabeceou para o fundo das redes. Depois, aos 25, Júlia avançou pela lateral, passando para Tamires. A lateral chutou no travessão e Debinha pegou a sobra, empatando para o Brasil.

Com os dois amistosos contra a Austrália, a seleção feminina já fez quatro depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Em setembro, o Brasil derrotou duas vezes a Argentina em jogos disputados na Paraíba. A preparação do time de Pia Sundhage é para a Copa América de 2022, que valerá vagas para o Mundial de 2023, que será disputado na Austrália e Nova Zelândia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.