Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Seleção já conta com dez jogadores nos EUA para primeiros amistosos após Copa

Brasil enfrenta a seleção norte-americana e El Salvador nos próximos dias

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2018 | 23h20

O grupo de jogadores convocados por Tite para os primeiros amistosos após a Copa do Mundo começou a se juntar nos Estados Unidos. Após os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva, ambos do Paris Saint-Germain, serem os primeiros a se encontrar com o técnico, outros oito se apresentaram neste domingo.

Depois dos defensores do PSG, chegaram quatro jogadores que atuam no futebol inglês e tiveram compromissos dos seus times no sábado. Foram eles, o goleiro Alisson, o atacante Roberto Firmino e o lateral-direito/volante Fabinho, trio do Liverpool, que venceu o Leicester por 2 a 1, e Richarlison, do Everton, que empatou por 1 a 1 com o Huddersfield. Dos quatro, apenas Alisson e Firmino foram titulares e atuaram no sábado.

Também chegaram o volante Casemiro e o lateral-esquerdo Filipe Luís, do Real Madrid e do Atlético de Madrid, respectivamente. No sábado, o Real goleou o Leganés por 4 a 1, enquanto o Atlético perdeu para o Celta por 2 a 0. E ambos foram titulares nesses compromissos.

Além disso, Douglas Costa e Alex Sandro também se juntaram à seleção neste domingo, sendo que o lateral-esquerdo foi titular e o meia-atacante entrou durante o segundo tempo do triunfo da Juventus por 2 a 1 sobre o Parma, no sábado.

Mais jogadores vão se apresentar nesta segunda-feira. Ainda incompleta, a seleção fará o seu primeiro treinamento em New Jersey às 18 horas (de Brasília). Será o trabalho inicial na preparação para o confronto com os Estados Unidos, sexta-feira, às 21h05, no Metlife Stadium, em Harrison. O confronto com El Salvador está marcado para a terça-feira seguinte, no FedEx Field Stadium, em Washington.

Da lista inicial de convocados, Tite precisou fazer dois cortes por lesão, do atacante Pedro e do lateral-direito Fagner, substituídos por Richarlison e Éder Militão. E o meia Renato Augusto pediu dispensa por questões pessoais.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.