Seleção joga a sobrevivência no Sub-17

A seleção brasileira Sub-17 pode ser eliminada nesta terça-feira do Mundial da categoria, no Peru. Se perder o jogo para a Holanda, na cidade de Piura, a partir das 20h15 (horário de Brasília), e Gâmbia vencer o Catar na partida que começa às 18h30, o time do Brasil não terá mais chances de passar para a segunda fase. Na estréia, no sábado, o Brasil foi derrotado por Gâmbia por 3 a 1. O técnico Nelson Rodrigues reconheceu a superioridade do time africano e espera que a seleção renda mais na partida desta terça. ?Nós temos que ganhar, não nos resta outra alternativa. Este campeonato está registrando partidas de alto nível, mas eu acredito que nosso grupo é o mais difícil de todos?, disse o brasileiro - na primeira rodada, a Holanda bateu o Catar por 5 a 3.Nelson Rodrigues poderá escalar o atacante Anderson, do Grêmio, que estava suspenso. Assim, o time deverá entrar em campo com Felipe; Leyrielton, Sydney, Samuel e Roberto; Mauricio, Denílson, Igor e Ramón; Bruno Mezenga e Anderson. O outro jogo do Grupo D, entre Gâmbia e Catar, terá uma polêmica. O técnico holandês Tini Ruijs, que dirige Catar, desconfiou da idade dos jogadores do time africano. ?Estou seguro que há jogadores da Gâmbia que têm mais de dezessete anos. As autoridades se encarregarão de investigar?, acusou o treinador do Catar. Mas o técnico de Gâmbia, Fred Osam-Duodu, ficou indignado com o comentário. ?Ele está muito errado se pensa isso. Eu o desafio a se reunir comigo para esclarecer este assunto. Não poderia faltar aos princípios trazendo gente que supere a idade permitida?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.