Seleção: jogadores se dizem aliviados

Comentário do meia Juninho Pernambucano após a derrota para o México, por 1 a 0, na estréia da Copa América. "Caramba, parecia que havia 12 jogadores deles no campo." Comentário de Denílson depois da vitória de domingo, sobre o Peru, sobre 2 a 0, que reabilitou o time na competição. "Não tem nem comparação. Jogar com o placar favorável é sempre muito melhor, a gente fica mais solto e encontra mais espaços." Os pensamentos deixam claro o que mudou na seleção brasileira. Embora todos saibam que o time demonstrou um rendimento que ainda está longe do que a torcida e os próprios jogadores esperam, ter readquirido a auto-confiança é apontado como a melhor conseqüência da vitória. "É impressionante a diferença que faz jogar quando marcamos o primeiro gol", afirmou o meia Juninho Paulista. "Parece que é algo instintivo, não sei. A pessoal ganha mais moral e se supera." Ele explicou que a frase de Juninho Pernambucano ilustra bem o que todos os atletas estavam sentindo. "Contra o México, cada bola que pegávamos era uma dificuldade para articular uma jogada", observou. "Já contra o Peru não.Cada vez que os peruanos tentavam avançar, exceção feita aos 10 primeiros minutos do segundo tempo, tinha dois nossos em cima deles." O meia garantiu que, no dia-a-dia, já consegue perceber algumas diferenças no comportamento dos companheiros e da própria comissão técnica. "Não é que estejamos fazendo algo diferente. Fazemos basicamente as mesmas coisas, mas com outro ânimo", disse. "Aquela tensão pelos resultados negativos e falta de gols estava incomodando muito a gente", explicou.MANUTENÇÃO - Para o atacante Jardel, o esquema tático montado para a partida contra o Peru deve ser mantido diante dos paraguaios. Segundo ele, a segurança dada à defesa foi a principal virtude do time. "Foi bom porque, em primeiro lugar, não tomamos gols. Isso acabou dando mais tranqüilidade ao pessoal do meio-campo e ataque", analisou. O capitão Emerson vai na esteira do companheiro. "Com três zagueiros lá atrás, nós, do meio, ficamos mais à vontade e seguros. Com isso, o rendimento tende a ser melhor mesmo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.