Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Seleção muda agenda e faz dois treinos fechados antes de jogo com o Paraguai

Neste domingo, apenas os 20 primeiros minutos da atividade vão poder ser acompanhados

Ciro Campos e Leandro Silveira, Estadao Conteudo

26 de março de 2017 | 08h06

A seleção brasileira optou por uma agenda diferente nos dois últimos dias de preparação antes de enfrentar o Paraguai, na terça-feira, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia. Pela primeira vez desde a chegada do técnico Tite ao cargo, em junho do ano passado, o elenco fará atividades fechadas nos dias que antecedem uma partida em casa pela competição.

Nos sete jogos oficiais do treinador no comando, apenas em duas ocasiões a comissão técnica quis fazer trabalhos sem a presença dos jornalistas. A primeira foi antes da estreia, contra o Equador, em Quito, em agosto do ano passado, e depois em outubro. Pouco antes de enfrentar a Venezuela, em Mérida, Tite fechou os treinos para testar a formação sem Neymar, suspenso daquela partida.

Nos três jogos em casa realizados pelas Eliminatórias, o treinador liberou a presença dos jornalistas nos treinos. Neste domingo, apenas os 20 primeiros minutos da atividade na Arena Corinthians vão poder ser acompanhados. Na segunda-feira, véspera do jogo, somente 15 minutos serão permitidos. Neste sábado a equipe realizou um treino aberto à torcida no estádio do Morumbi, com a presença de 13 mil torcedores.

Tite explicou na quinta-feira, após bater o Uruguai por 4 a 1 em Montevidéu, que tem como principal preocupação contra o Paraguai encontrar uma forma de superar a forte marcação adversária. Depois da sétima vitória consecutiva, a seleção brasileira sabe que criou mais expectativa na torcida e, por isso, tentará não sentir ansiedade para chegar logo ao gol na partida de terça-feira.

A única mudança na escalação deve ser a entrada do lateral-direito Fagner na vaga de Daniel Alves, suspenso pelo segundo cartão amarelo. Como está fora do jogo, ele já retornou para a Itália e para a vaga dele Tite convocou Mariano, do Sevilla, que se apresentou ao grupo na madrugada deste sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
seleção brasileirafutebolTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.