Seleção olímpica deve fazer dois amistosos, diz Jorginho

A seis meses da Olimpíada e compouco tempo para treinar, a seleção brasileira deverá fazermais dois amistosos para se preparar para os Jogos de Pequim,afirmou nesta sexta-feira o auxiliar técnico Jorginho. Segundo ele, a Fifa já reservou duas datas antes daOlimpíada, em agosto, para as seleções se prepararem. "Vamosconversar com o presidente da CBF para ver se a gente aproveitaessas datas para fazer um ou dois jogos com a seleçãoolímpica", disse Jorginho. "Acho que as coisas estão caminhando bem, mas o ideal seriater mais tempo para trabalhar", acrescentou ele. No amistoso da última quarta-feira, contra a Irlanda, otécnico Dunga convocou vários jogadores com idade olímpica, massó os lançou no segundo tempo da partida, vencida pelo Brasilpor 1x 0. O único titular com idade para estar em Pequim foi omeia Diego. A decisão do treinador de não aproveitar o amistoso paracolocar em campo os "olímpicos" gerou críticas. "Acho que foiuma decisão sábia do Dunga. Temos que ter o compromisso com avitória... Era um jogo muito difícil e o Brasil nunca tinhavencido lá. Não podíamos queimar um atleta", avaliou Jorginho. No treino preparatório para o confronto contra a Irlanda, acomissão técnica criou uma duelo entre titulares, com idadeacima de 23 anos, e jovens com idade olímpica. "Aconteceu dessa vez na Irlanda. Todas as oportunidades quetivermos de juntar esses atletas será importante. É importantetê-los juntos já que não vamos ter muitas datas para uni-los,mesmo em um coletivo", afirmou Jorginho. O auxiliar técnico deu nota 8,5 para a atuação do Brasil eos laterais estreantes Leonardo Moura e Richarlysson receberamelogios da comissão técnica. O atacante Robinho, autor do gol contra a Irlanda e cotadopara ser um dos três jogadores acima dos 23 anos na seleçãoolímpica, também agradou à comissão técnica brasileira. "A cada jogo ele está melhorando. Ele é excepcional. Ele éum jogador simples e está sempre alegre. Tem um coração bom esempre motivado. Isso é fundamental para um jogador. Não podeachar que já atingiu o máximo. Está sempre buscando um algomais", finalizou Jorginho. O supervisor da CBF Américo Faria disse que o Brasil quercontar com os atletas 21 dias antes da Olimpíada. "Queremos saber como será o sistema de liberação dosatletas para os Jogos. Em princípio, esperamos ter os jogadoresao menos 14 dias antes. É o que determina o regulamento daFifa. Tudo que vier a mais é lucro. Gostaríamos de ter osjogadores 21 dias antes", disse Américo Faria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.