Seleção olímpica vence China e fatura título de torneio amistoso

Seleção olímpica vence China e fatura título de torneio amistoso

Lucas Evangelista e Wellington Silva marcam os gols da vitória por 2 a 1 que garantiu título do Torneio Internacional de Wuhan

Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2014 | 13h53

A seleção brasileira olímpica venceu a China por 2 a 1, nesta terça-feira, e conquistou o título do Torneio Internacional de Wuhan, competição amistosa que serviu de preparação do time do técnico Alexandre Gallo já com vistas na Olimpíada de 2016, no Rio.

Lucas Evangelista e Wellington Silva marcaram os gols da vitória da equipe nacional, que anteriormente empatou por 2 a 2 com a Austrália, na sexta-feira, e depois venceu a Coreia do Sul por 3 a 0, no domingo, nas outras duas partidas que disputou no torneio. No outro jogo desta última rodada do evento, os australianos venceram os sul-coreanos por 1 a 0 e chegaram aos quatro pontos, enquanto o Brasil chegou ao total de sete com suas duas vitórias e um empate.

No duelo desta terça, a seleção olímpica abriu o placar aos 19 minutos do primeiro tempo. O capitão Dória roubou a bola na defesa e foi com a mesma até a linha de fundo, de onde cruzou rasteiro para o meio da grande área e encontrou Lucas, que bateu forte para o gol.

Já o segundo gol brasileiro saiu aos 44 minutos do primeiro tempo. Após nova roubada de bola, Wellington Silva recebeu na entrada da grande área e também finalizou com força e no alto para ampliar o placar.

Na etapa final, Dória cometeu pênalti dentro da área e o árbitro marcou a falta, que Liao bateu, aos 21 minutos, para descontar para a seleção da casa. O time chinês ainda quase empatou o jogo aos 30 minutos, quando o goleiro Jacsson fez boa defesa após finalização disparada de dentro da área.

Após o confronto, o atacante Vinícius Araújo foi eleito o melhor jogador da competição, na qual o Brasil fechou a sua participação com a seguinte escalação: Jacsson; Fabinho, Wallace, Dória e Wendell (Vinicius Ribeiro); Filipe Augusto, Danilo (Alef), Lucas Evangelista (Vinícius Araújo) e Felipe Anderson; Wellington Silva (Kelvin) e Ryder Matos (Felipe Gedoz).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.