Seleção perde Léo, mas Santos não

A Seleção Brasileira não poderá contar com o lateral santista Léo, que contundiu o tornozelo esquerdo em dividida com o jogador Simão, do São Caetano, no jogo de sábado, pelo Campeonato Paulista. O Departamento Médico do clube confirmou, no entanto, que o lateral retorna aos treinos na quarta-feira, no Centro de Treinamento Rei Pelé, e participa do jogo contra o Mogi-Mirim, no domingo, em Mogi. A história de Léo é semelhante a do meia Robert, que, às vésperas de sua primeira partida pela seleção, fraturou duas costelas, no jogo contra o Corinthians. Na época, Robert não se apresentou à seleção mas voltou a jogar bem pelo Santos e foi convocado novamente por Leão para a partida desta quarta-feira, contra o Peru, no Morumbi. O exemplo de Robert foi usado pelos médicos do clube na conversa com o lateral, antes de ser tomada a decisão de comunicar a CBF oficialmente do corte, na manhã de ontem. Léo começou a fazer fisioterapia ainda no vestiário, logo que deixou o gramado, em São Caetano, e passou toda a manhã e parte da tarde de domingo no Departamento Médico. O jogador está conformado com o corte e diz que não se arrepende de ter entrado na dividida que provocou a contusão: "alguns jogadores, sabendo que têm apresentação para a seleção, tiram o pé da bola. Eu não tirei e não me arrependo de ter me machucado. Eu dei o máximo para minha equipe." Apesar do Santos precisar de apenas um empate no jogo contra o Mogi para passar para a próxima fase do Campeonato Paulista, a presença de Léo será fundamental para a equipe. O técnico Geninho diz que "o Santos vem pregando o tudo ou nada sempre e as vitórias nestas condições tem dado uma confiança muito grande ao grupo". O técnico santista acha que "se a equipe voltar a jogar como estava no começo do ano, será uma força muito grande neste quadrangular". O próprio lateral santista Léo vem dizendo no final das partidas: "não deixem o Santos chegar, porque, se chegar, nós vamos levar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.