Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Seleção peruana doa máscaras a militares na luta contra Covid-19

Comissão técnica de Ricardo Gareca, jogadores e a Federação Peruana de Futebol participaram da doação

AFP, AFP

12 de abril de 2020 | 21h34

Os jogadores e a comissão técnica da seleção peruana, comandados pelo treinador argentino Ricardo Gareca, doaram 21.600 máscaras e dispositivos de proteção para membros das forças armadas que buscam garantir a segurança durante a pandemia de coronavírus, informou neste domingo o Ministério da Defesa do país.

"A seleção do Peru voltou a vestir a camisa e doou artigos de biossegurança e limpeza para o pessoal das Forças Armadas, que mais uma vez entra em campo para lutar pela vida de todos os peruanos", indicou o ministério no Twitter.

Entre os produtos doados estão 21.600 máscaras e 10.000 luvas descartáveis que serão distribuídas aos militares que realizam tarefas de patrulha e segurança em Lima durante a paralisação social obrigatória.

"A equipe é o nosso material mais precioso, por isso nossa seleção nos doou esses itens para que possamos nos defender e continuar cumprindo a missão que nos foi dada", disse o coronel do Exército, Walter Béjares.

A doação foi feita por todos os jogadores da seleção, a comissão técnica liderada pelo argentino Ricardo Gareca e a Federação Peruana de Futebol (FPF).

"Com união, trabalho e solidariedade, podemos levar esse jogo adiante", afirmou a FPF no Twitter. Até o momento, no Peru, foram registrados 6.848 casos de COVID-19, com 181 mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.