Seleção poupa energias para o Paraguai

A maratona começa nesta quarta-feira com o jogo diante da Venezuela (a partir das 23h10) e por isso amanhã o dia será para a Seleção poupar energias, afinal o jogo contra o Paraguai será às 23h10 (horário de Brasília) de sexta-feira. Os jogadores que foram titulares contra a Venezuela terão como única atividade uma sessão de hidroginástica numa piscina coberta e aquecida que a comissão técnica descobriu perto do hotel, enquanto os reservas farão um trabalho com bola no campo do Huachipato. O esquema será repetido sábado, dia seguinte à partida com o Paraguai e véspera do confronto com o Uruguai. E no quadrangular final - caso o Brasil chegue lá -, que terá rodadas dias 21, 23 e 25. "Vai ser uma seqüência muito desgastante, por isso nossa única preocupação até domingo será hidratar bem os jogadores e fazer um trabalho de recuperação física para que eles suportem o ritmo", disse o preparador físico Carlinhos Neves. A comissão técnica admite a possibilidade de mexer no time se sentir que algum titular corre o risco de "estourar". "Vamos conversar muito com os garotos para administrar a situação. Se sentirmos que alguém precisa descansar, vamos tirar do time." A Seleção não terá tempo de treinar para enfrentar o Paraguai, mas mesmo que tivesse a preparação seria "no escuro". O técnico Ricardo Gomes não tem nenhuma informação sobre o adversário de sexta, que folgou na rodada de abertura. "Não conseguimos arrumar vídeos dos amistosos de preparação do Paraguai e ainda demos o azar de eles estrearem justamente contra nós. Da partida de domingo contra o Uruguai em diante, não teremos mais problema porque veremos as equipes em ação durante a competição. E os jogos do outro grupo acompanharemos pela tevê e depois receberemos as fitas", afirmou o auxiliar-técnico Cristovão Borges.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.