Seleção Sub-23 deve ficar sem kaká

Até há poucos dias, Ricardo Gomes era um homem otimista quanto à possibilidade de poder contar com Kaká no Torneio Pré-Olímpico, que será disputado no Chile entre 7 e 25 de janeiro. Mas ontem o técnico da Seleção Sub-23 se mostrava muito preocupado com a situação envolvendo o capitão do seu time. Perguntado pela Agência Estado se continuava com a certeza de contar com Kaká ou estava com um pé atrás, ele respondeu: "Com um não, estou com os dois pés atrás. Ainda não há nada definitivo, mas os ventos que chegam não são muito animadores."Segunda-feira, às 15h, ele anunciará a lista dos 20 convocados para a competição. Como a Fifa deve definir amanhã se os clubes europeus serão ou não obrigados a liberar os jogadores para a competição, ele já saberá se terá de montar um time exclusivamente "doméstico" ou se poderá contar com alguns "europeus". "Alguns clubes, como é o caso do Milan, estão criando problemas. Outros já disseram que liberam os jogadores numa boa, por isso com certeza a lista de segunda-feira terá alguns jogadores de times europeus."Um dos clubes que não colocam obstáculos para liberar jogadores para o Pré-Olímpico é o Barcelona, onde joga o meio-campista Thiago Motta. Ricardo Gomes garante que a CBF vai acatar o que for decidido pela Fifa, mesmo que isso signifique não poder contar com Kaká. "Eu já queria ter feito a convocação, mas resolvemos esperar um pouco mais para ter uma definição sobre essa situação. Mas o limite é sexta-feira. Segunda-feira chamo quem puder chamar e vamos começar a trabalhar. Não vale a pena ficar brigando e perdendo tempo."Os jogadores de clubes brasileiros se apresentarão na Granja Comary dia 16, dois dias depois do encerramento do Campeonato Brasileiro. Treinarão até o dia 20 e terão folga de cinco dias para passar o Natal em casa. A reapresentação será dia 26, já com a companhia dos "europeus" - que têm compromisso até o dia 21 em seus países. A viagem para o Chile será dia 2 e a estréia, contra a Venezuela, cinco dias depois. "Será uma vantagem relativa, porque o trabalho até o dia 20 terá de ser leve, afinal os jogadores vão ter acabado de disputar um campeonato longo."Segundo o supervisor da CBF, Américo Faria, o problema do Milan é com a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) e não com a Seleção. "Recebemos uma cópia da documentação que o Milan enviou à Fifa para fundamentar o pedido para que o Kaká não seja chamado para o Pré-Olímpico. O ponto central da questão é o fato de haver duas competições oficiais da Conmebol ano que vem, que são o Pré-Olímpico em janeiro e a Copa América, em julho. É isso que eles contestam."Ricardo Gomes lamenta a existência da Copa América em 2004. "Eu tinha certeza de que teria o Kaká porque todo mundo me dizia que o Pré-Olímpico é uma competição oficial e por isso os clubes seriam obrigados a liberar os jogadores. Mas como cada Confederação só pode ter uma competição oficial por ano e a Conmebol terá duas, abriu-se a brecha para o Milan brigar pelo Kaká."Ele também reclama do fato de o Brasil ser obrigado a jogar as Eliminatórias mesmo sendo o atual campeão mundial. "Isso também atrapalhou, porque o Kaká tem sido chamado sempre para a Seleção principal."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.