Daniel Teixeira/ Estadão
Daniel Teixeira/ Estadão

Seleção tenta esquecer Copa América e já pensa nas Eliminatórias

'Temos de levantar a cabeça e pensar para frente', diz Miranda

ALMIR LEITE E GONÇALO JUNIOR, Estadão Conteúdo

28 de junho de 2015 | 09h49

A ordem na seleção brasileira agora é bola para frente. Depois da eliminação na Copa América, de novo nas quartas de final e novamente nos pênaltis pelo Paraguai, os jogadores entendem que é tempo de pensar nas Eliminatórias. Os erros cometidos no Chile não podem ser ignorados, mas o alvo principal é chegar à Rússia.

As Eliminatórias Sul-Americanas começam em outubro e o Brasil fará quatro jogos este ano na briga pelas quatro vagas diretas do continente ainda neste ano - dois em outubro e outros dois em novembro. A tabela será elaborada dia 25 de julho, em São Petersburgo (Rússia).

Para o zagueiro Miranda, o Brasil vai enfrentar uma Eliminatória difícil. Mas nem por isso deve perder a confiança. "Temos de levantar a cabeça e pensar para a frente. Aprender com o que aconteceu aqui (no Chile) e focar na Eliminatória. Temos condições de fazer uma boa campanha."

Capitão da equipe brasileira depois da saída de Neymar, Miranda recebe até com certo espanto o questionamento sobre a possibilidade de a seleção, com prestígio abalado depois do fracasso na Copa do Mundo do ano passado e com a desclassificação precoce na Copa América agora, possa correr risco de ficar de fora do próximo Mundial.

"Risco todo mundo que entra numa competição corre. Mas a seleção tem grandes jogadores, que jogam em times de ponta da Europa, experientes, e vamos nos classificar", garantiu.

É o mesmo raciocínio do meia Willian, do Chelsea. "É lógico que queríamos ser campeões da Copa América. Mas agora temos de nos preparar para as Eliminatórias. Vai ser difícil, mas o grupo é forte, de boa qualidade e todos estão preparados para ajudar a seleção a obter a classificação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.