Seleçâo testa esquema anti-retranca

O técnico Carlos Alberto Parreira vai comandar logo mais às 16 horas na Granja Comary, um treino coletivo onde pretende simular a forma como o Chile deve atuar no domingo, na partida em que o Brasil poderá garantir sua vaga na Copa do Mundo de 2006. O treinador - que já confirmou Robinho como o substituito de Ronaldinho Gaúcho - quer buscar alternativas para a provável retranca que o Chile irá adotar. ?O Chile está na briga pela classificação para a Copa e vai querer pelo menos arrancar um empate no domingo. Acredito que essa formação é a mais indicada para levar a melhor sobre a possível retranca em que eles vão se armar?, explicou o treinador A opção por Robinho para completar o meio-campo ao lado de Kaká (Emerson e Zé Roberto como volantes) foi feita em função do esquema tático do adversário, que deverá ter três volantes de marcação no meio-campo. Daí ter prevalecido a escolha de Robinho, no lugar de Ricardinho, que iniciou o último amistoso contra a Croácia. ?Contra a Croácia, usei as duas alternativas, com o Ricardinho no primeiro tempo e o Robinho no segundo. Fiz as minhas observações e resolvi optar pelo Robinho?, disse Parreira. Com o time antecipadamente escalado, o técnico quer usar os treinos da semana para ganhar entrosamento. O time deverá começar a partida com Dida, atrás de uma linha de quatro zagueiros - Cafu, Lúcio, Juan e Roberto Carlos. A exemplo do que já ocorreu nos últimos jogos, os dois laterais terão liberdade para atacar. O time vai atuar com dois volantes (Emerson e Zé Roberto), dois meias (Kaká e Robinho) e dois atacantes (Adriano e Ronaldo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.