Marcos Brindicci / Reuters
Marcos Brindicci / Reuters

Sem acordo, Boca e River não definem data para disputa da Supercopa Argentina

Calendário apertado dificulta achar datas disponíveis que não prejudiquem os dois clubes

ANSA

12 de dezembro de 2017 | 10h59

Há 41 anos sem se enfrentarem em finais, o aguardado duelo entre Boca Juniors e River Plate pela Supercopa da Argentina poderá ser adiado. O motivo é que os clubes não concordam com a data da partida.

+ Independiente bate Flamengo e sai na frente na final da Sul-Americana

+ Independiente repudia atos racistas de torcedores contra o Flamengo

A final da Supercopa é, tradicionalmente, um dos primeiros jogos do ano na Argentina. As duas últimas edições foram disputadas em fevereiro, no entanto, o Boca Juniors e River não entraram em acordo com a data, alegando que os clubes não estarão fisicamente preparados para disputarem a partida.

Os clubes afirmaram que o ideal seria transferir a partida para março ou abril de 2018, quando as equipes já recuperaram o ritmo de competições. Mas o que emperra a realização do jogo é a Copa do Mundo de 2018 e a Taça Libertadores. Entre março e maio, Boca e River estarão disputando duas competições, a fase de grupos da competição sul-americana e o Campeonato Argentino, deixando o calendário curtíssimo. Outro fator contrário é a convocação da seleção da Argentina para a Copa do Mundo, na qual o técnico Jorge Sampaoli poderá chamar jogadores dos dois clubes, como Enzo Pérez, do River, e Cristian Pavón, do Boca.

Em agosto, mês que a Copa do Mundo já teria acabado e o calendário teria uma folga, a partida poderia ser realizada, mas, no período, ambas as equipes poderão estar disputando a fase eliminatória da Libertadores.

Além da data estar indefinida, o local do jogo é ainda um mistério. Por uma questão de logística, não se sabe se a partida será realizada em Córdoba, Mar del Plata ou Mendoza.

A última e única final de um torneio disputada entre as equipes foi em 1976, quando o Boca Juniors derrotou o River Plate por 1 a 0 e conquistou o Campeonato Argentino daquele ano.(ANSA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.