Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Sem acumular novos desfalques, Jesus deve repetir time do Fla contra Athletico-PR

Equipe não vai contar com Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa, que estão com a seleção brasileira, e os lesionados Filipe Luís e Arrascaeta

Redação, Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2019 | 20h37

O técnico Jorge Jesus deverá repetir contra o Athletico-PR, neste domingo, às 16 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba, a escalação titular do Flamengo que foi utilizada na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, na noite de quinta-feira, no Maracanã. O principal motivo para isso ocorrer é o de que ele não acumulou nenhum novo desfalque para o duelo na capital paranaense, depois de a equipe ter atuado contra a equipe mineira sem quatro titulares.

Como nenhum jogador se lesionou ou ficou suspenso por motivo de cartões, o treinador português deverá ter "apenas" as mesmas quatro baixas da rodada passada do Brasileirão: o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabriel Barbosa, ambos na seleção brasileira, e o lateral-esquerdo Filipe Luís e o meia Arrascaeta, machucados.

Após a 17.ª vitória em 24 jogos disputados no Campeonato Brasileiro, os jogadores do Flamengo que estiveram em campo contra o Atlético-MG fizeram apenas um treino regenerativo nesta sexta-feira à tarde, enquanto os demais participaram de um treino técnico/tático no CT do Ninho do Urubu.

O destaque mais uma vez foi a presença de Diego e Lincoln, que se recuperam de lesões graves. O veterano meia, que foi submetido a cirurgia no tornozelo esquerdo, poderá ter uma recuperação mais rápida do que o esperado e retornar aos gramados ainda este ano. Mesma situação vive o atacante, após sofrer um estiramento na coxa direita. Os dois poderão ser reforços importantes na reta final da competição.

Com 55 pontos, O time da Gávea lidera o Brasileirão e está oito à frente de Santos e Palmeiras, respectivos vice-líder e terceiro colocado. Trata-se da maior vantagem do Flamengo para um segundo colocado na era dos pontos corridos da competição, superando a diferença que conseguiu na 11ª rodada no ano passado, quando abriu seis pontos do vice-líder Atlético-MG. O time depois, porém, perdeu o ritmo e terminou na segunda colocação, atrás do campeão Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.