Natalia Mauro/Inter
Natalia Mauro/Inter

Sem alvará, reabertura do Beira-Rio é adiada pelo Inter

Reinauguração estava prevista para acontecer na quarta-feira com um jogo do Gaúcho

AE, Agência Estado

24 de janeiro de 2014 | 19h52

PORTO ALEGRE - Sem conseguir o alvará do Corpo de Bombeiros, o Internacional se viu obrigado a adiar a reabertura do Beira-Rio, que estava prevista para acontecer na quarta-feira, quando o clube colorado tem compromisso no Campeonato Gaúcho e vai enfrentar o São Paulo-RS. Este jogo foi remarcado e agora acontecerá no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

De acordo com o Internacional, que emitiu breve nota para falar do adiamento, o chamado evento-teste não será realizado por causa da interdição do catwalk (passarela técnica de manutenção) pela Delegacia Regional do Trabalho, o que impossibilita a finalização da instalação e teste dos refletores. Sem isso, não havia como conseguir o alvará.

A ideia do Inter é que o primeiro jogo no estádio seja restrito a 10 mil torcedores. O clube pretende ir ampliando jogo a jogo a capacidade de público do Beira-Rio. A previsão era de que, na segunda partida, em 2 de fevereiro, já entrassem 20 mil pessoas, capacidade que subiria para 26 mil torcedores no jogo seguinte. Só depois seria reaberto o anel superior.

De acordo com o Internacional, o clube aguarda a agenda da presidente Dilma Rousseff para definir o evento oficial de entrega do estádio. O próximo jogo do Internacional como mandante é em 2 de fevereiro, contra o Cruzeiro-RS. Depois, a equipe jogará em 15 de fevereiro, contra o Caxias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.