Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Sem ambições no Brasileirão, Flu prega foco total na Sul-Americana

Técnico Marcelo Oliveira poupou titulares no duelo contra o Vasco, neste sábado, de olho no confronto com o Atlético-PR

Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2018 | 09h58

O técnico Marcelo Oliveira surpreendeu no sábado ao evitar poupar os titulares do Fluminense no clássico com o Vasco. A expectativa era por, no mínimo, uma equipe mista em razão do duelo da semifinal da Copa Sul-Americana, na quarta-feira. Após a derrota por 1 a 0, o time tricolor concentrará toda a sua energia na competição internacional.

Na briga pela final do torneio, o Flu vai enfrentar o Atlético Paranaense nesta quarta, na Arena da Baixada, em Curitiba. O jogo da volta está marcado para o dia 28, no Rio. O time carioca só deve voltar suas atenções para o Brasileirão novamente na rodada entre as duas datas do mata-mata da Sul-Americana.

"Agora a concentração total é no jogo de quarta-feira, concentração no entendimento do jogo, concentração individual dos atletas, de alimentação, de sono, de descanso para que possamos fazer um grande jogo lá", prega Marcelo Oliveira.

O eventual título da competição "salvaria" uma temporada em que o Flu foi discreto, sem brigar pelo troféu nem mesmo do Campeonato Carioca. O foco na Sul-Americana também se justifica porque a equipe não tem maiores ambições no Brasileirão. Com 40 pontos, só precisa de quatro ou cinco para escapar do rebaixamento, faltando ainda seis rodadas para o fim do campeonato.

Alternando as duas competições, a maior preocupação é não sobrecarregar a parte física dos jogadores, nesta reta final da temporada. E torcer para não sofrer baixas por problemas físicos. "Lesão pode acontecer no treino, no recreativo, em qualquer momento, o jogo é o risco maior e eu achei que valeria a pena para tentar ganhar o jogo", diz Oliveira, ao justificar os titulares em campo no clássico. Isso deve se tornar mais raro nas próximas rodadas do Brasileirão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.