Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Sem Arouca, Marcelo Oliveira tem dúvidas para escalar Palmeiras

Entrada de Amaral ou Rafael Marques é uma das possibilidades

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

21 Agosto 2015 | 12h45

Sem Arouca, com dores na coxa esquerda, o técnico Marcelo Oliveira ainda não definiu, ou não quis revelar, o Palmeiras para encarar o Atlético-MG, domingo, no estádio Independência, pelo Brasileirão. Pelas declarações do treinador, a dúvida é a entrada de Amaral ou Rafael Marques na equipe e a utilização de dois ou um meia. Uma terceira, mas pouco provável opção seria escalar apenas um volante, com dois meias e três jogadores na frente. Ocorre que o treinador não mostrou empolgação com essa possibilidade.

"Podemos ter só um jogador de contenção - o Atlético-MG ataca mais nos minutos iniciais - ou jogar só com um volante e sacrificar um pouco mais o Cleiton Xavier e o Zé Roberto", disse o treinador, após treinamento realizado na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol. Se colocar Amaral, o treinador pode manter Cleiton Xavier e Zé Roberto no time e deixar Rafael Marques no banco. Ou então tirar um dos meias para colocar o atacante. A formação seria Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral, Andrei, Cleiton Xavier e Zé Roberto (Rafael Marques); Dudu e Alecsandro. Outra possibilidade é lançar Rafael Marques no lugar de Andrei.

No ataque também devem acontecer mudanças. Alecsandro será titular, já que não poderá atuar na quarta-feira, no jogo de volta pela Copa do Brasil e, assim, dará mais tempo de recuperação para Barrios. "Talvez pelo desgaste, possamos fazer uma ou outra alteração. O Alecsandro pode jogar o Brasileiro e não joga a Copa do Brasil. Talvez desse para usar um e não o outro para não desgastar muito nenhum dos dois", explicou o chefe.

A definição do Palmeiras só acontece no treinamento de sábado, que não terá a presença da imprensa. Nesta sexta-feira, os jogadores não foram sequer para o gramado. Tantos titulares quanto reservas trabalharam na academia. Desfalques certos são, além dos volantes Arouca e Gabriel, machucados, o zagueiro Victor Ramos e o meia Robinho, ambos com dores musculares. O zagueiro Leandro Almeida e o atacante Alecsandro, que não puderam jogar na Copa do Brasil, estão à disposição.

Em relação a Arouca e Gabriel, Marcelo Oliveira admite que não tem jogadores que fazem a mesma função da dupla, por isso terá de adaptar. "São jogadores importantes, porque cumprem duas funções: eles são jogadores de meio que marcam e saem para atuar. Nesse momento, temos alguns volantes que marcam mais e saem menos ou que jogam mais e marcam menos. Vamos ter de adaptar", disse o comandante palmeirense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.