Antonio Callani/AP
Antonio Callani/AP

Sem Balotelli, Mancini convoca 27 jogadores para jogos da Itália

Emerson Palmieri e Jorginho, ambos brasileiros naturalizados italianos, fazem parte do time para a disputa da Liga das Nações

O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2018 | 15h36

A Federação Italiana de Futebol (FIGC, na sigla em italiano) divulgou nesta sexta-feira a convocação do técnico Roberto Mancini para os próximos compromissos da seleção italiana. Neste mês de novembro, os italianos terão partidas contra Portugal, pela Liga das Nações, no dia 17, em Milão, e contra os Estados Unidos, amistoso que será disputado no dia 20, em Genk, na Bélgica.

O atacante Mario Balotelli, que trabalhou com Mancini na Inter de Milão e no Manchester City, foi deixado de fora pelo técnico. O treinador incluiu o centroavante nas duas primeiras convocações feitas depois de assumir o cargo, em maio, mas já havia excluído o atleta do Nice há um mês.

Dois jogadores nascidos no Brasil foram incluídos por Mancini na lista desta sexta-feira. O lateral-esquerdo Emerson Palmieri e o volante Jorginho, ambos do Chelsea, foram lembrados pelo treinador.

A convocação apresenta três novidades. Chamados pela primeira vez na carreira deles, o volante do Brescia Sandro Tonali, de 18 anos, o meia do Sassuolo Stefano Sensi, de 23 anos, e o atacante do Hoffenheim Vincenzo Grifo, de 25 anos, poderão estrear com a camisa da Itália.

A seleção italiana tem quatro pontos ganhos no Grupo 3 da Liga das Nações, em três partidas, contra seis de Portugal, líder da chave após disputar apenas dois jogos. A Polônia, que tem um ponto depois de três duelos, está na lanterna.

Confira a convocação da Itália:

Goleiros - Alessio Cragno (Cagliari), Gianluigi Donnarumma (Milan) e Salvatore Sirigu (Torino).

Defensores - Cristiano Biraghi (Fiorentina), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Mattia De Sciglio (Juventus), Emerson Palmieri (Chelsea), Alessandro Florenzi (Roma), Alessio Romagnoli (Milan) e Daniele Rugani (Juventus).

Meio-campistas - Nicolo Barella (Cagliari), Roberto Gagliardini (Inter de Milão),

Jorginho (Chelsea), Lorenzo Pellegrini (Roma), Stefano Sensi (Sassuolo), Sandro Tonali (Brescia) e Marco Verratti (Paris Saint-Germain).

Atacantes - Domenico Berardi (Sassuolo), Federico Bernardeschi (Juventus), Federico Chiesa (Fiorentina), Vincenzo Grifo (Hoffenheim), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli), Kevin Lasagna (Udinese), Leonardo Pavoletti (Cagliari) e Matteo Politano (Inter de Milão).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.