Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Sem bater recorde de pontos, dirigente promete Internacional mais forte em 2019

Vice-presidente, Ricardo Melo falou ainda sobre o interesse na permanência de Rossi e Leandro Damião

Estadão Conteúdo

02 Dezembro 2018 | 20h10

O Internacional não conseguiu quebrar o seu recorde de pontos na história dos pontos corridos no Campeonato Brasileiro com o empate diante do lanterna Paraná por 1 a 1, neste domingo, em Curitiba, mas deixou a competição com sentimento de dever cumprido.

"Foi feito um grande campeonato. Para a gente hoje (domingo) valia fazer uma pontuação histórica, mas mesmo assim é uma das melhores campanhas da nossa história. Em algum momento chegamos perto do título. Tem que dar parabéns ao Palmeiras, que foi campeão com méritos", comentou o vice-presidente Ricardo Melo.

Agora é pensar em 2019 e, se depender do dirigente, o time colorado vai brigar pelo título em todos os campeonatos que disputar. Melo revelou que as conversas para a montagem do elenco estão acontecendo há algum tempo. "A gente sabe que precisa melhorar, onde temos carências. Temos reuniões diárias com a comissão técnica para avaliar o grupo. A partir de agora é que as coisas começam a acontecer. Vamos com certeza ter um Inter muito mais forte iniciando 2019 do que começou em 2018", prometeu o dirigente.

Logo após o jogo em Curitiba, Ricardo Melo falou sobre alguns jogadores específicos: Rossi e Leandro Damião. De acordo com ele, o Internacional tem interesse na permanência dos dois e já abriu conversas, mas as negociações não são simples.

Na semana passada, a diretoria deixou acertada a renovação com Odair Hellmann por mais uma temporada, mas ainda não a oficializou. O treinador foi um dos responsáveis pelo fato do clube ter terminado em terceiro lugar no Brasileirão, com 69 pontos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.