Daniel Tejedor/AP
Daniel Tejedor/AP

Sem Benzema, Real Madrid terá time misto contra o Schalke 04

Resultado de 6 a 1 na partida de ida deixa equipe espanhola tranquila

Agência Estado

17 de março de 2014 | 11h53

MADRI - Depois de fazer 6 a 1 na partida de ida, na Alemanha, o Real Madrid tem um favoritismo imenso sobre o Schalke 04 para avançar às quartas de final da Liga dos Campeões. Por isso, nesta terça-feira, irá entrar em campo para o jogo de volta, no Santiago Bernabéu, com uma equipe mista.

"Temos que respeitar a equipe adversária e a competição, mas faremos algumas mudanças porque no sábado tivermos uma partida muito desgastante e temos que ter alguma recuperação. Existem alguns jogadores que amanhã (terça) estarão cansados e por isso não jogarão", explicou Ancelotti, referindo-se à vitória por 1 a 0 sobre o Málaga, sábado passado, pelo Espanhol.

A maior preocupação dele é que, no domingo, o Real tem pela frente o Barcelona, em Madri, no clássico mais aguardado do Campeonato Espanhol. "Sempre tive para mim que o Barcelona é um time muito forte. Todo mundo pensa assim e eles corrigiram os problemas que tiveram para ganhar determinadas partidas. Acho que será um jogo muito equilibrado."

Benzema levou uma pancada no jogo de sábado, é desfalque nesta terça-feira e pode também não conseguir jogar no domingo. "Temos a confiança de que volte no domingo. É um jogador muito importante, que está jogando bem. Mas temos sorte de ter bons substitutos caso ele não possa jogar", observou o treinador.

Para pegar o Schalke, Ancelotti já avisou que o trio de ataque terá Jesé, Morata e Cristiano Ronaldo. "O Jesé tem sorte de estar aqui junto comigo hoje. Ele tem só 21 anos e minha primeira coletiva de imprensa numa Copa da Europa foi só com 30 anos", brincou o treinador. Na Europa, os principais jogadores são escalados para falar antes dos jogos, assim como os treinadores são obrigados a conceder entrevista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.