Alexandre Vidal/ CR Flamengo
Alexandre Vidal/ CR Flamengo

Sem Bruno Henrique, Rogério Ceni tem dúvida entre Vitinho e Michael no Flamengo

Equipe rubro-negra volta a campo neste domingo em visita ao Athletico-PR

Redação, Estadão Conteúdo

23 de janeiro de 2021 | 16h02

O Flamengo encerrou a preparação para a visita ao Athletico-PR, neste domingo, pelo Brasileirão, com uma dúvida na escalação. Sem o atacante Bruno Henrique, suspenso, o técnico Rogério Ceni está entre Vitinho e Michael para ser parceiro do Gabriel Barbosa na frente, mantendo a estrutura da equipe.

O time finalizou os trabalhos em Brasília, onde enfrentou e ganhou do Palmeiras. Por logística e para evitar o desgaste, o clube carioca optou por não voltar ao Rio e se manteve na cidade desde quarta-feira.

Ceni viu a equipe voltar com força à briga pela taça ao ganhar de um concorrente direto. Afastou as críticas e agora tenta manter vivo o sonho do bicampeonato, em Curitiba. Além da dúvida na frente, ele se vê obrigado a mudar a defesa, com a lesão muscular de Rodrigo Caio.

Gustavo Henrique entrou no jogo contra o Palmeiras e foi bem ao lado de um improvisado William Arão. Essa formação defensiva será mantida. Gerson segue com Diego Ribas a seu lado como volantes.

Porém, a dupla entre os artilheiros Pedro e Gabriel Barbosa parece que só será vista em caso de extrema necessidade. O treinador não gosta de utilizar dois centroavantes ao mesmo tempo e vai optar por um jogador pela beirada de campo e um meia, Arrascaeta ou Everton Ribeiro, aberto do outro.

Vitinho larga na frente na disputa pessoal com Michael. Ceni gosta do futebol do atacante, mas teve de "preservá-lo" em momento de muitas críticas quando o Flamengo passou por turbulência na falta de resultados. Deve iniciar sua caminhada para buscar um lugar entre os titulares na Arena da Baixada.

De certo, a promessa de futebol ofensivo em busca de nova vitória para encostar de vez nos primeiros colocados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.