Eva Plevier/Reuters
Eva Plevier/Reuters

Sem campeão e rebaixamento, Federação anuncia encerramento do Campeonato Holandês

Após Uefa autorizar o término de competições, país sai na frente e declara o fim da temporada

Redação, Estadão Conteúdo

24 de abril de 2020 | 16h08

A Holanda se tornou nesta sexta-feira o primeiro país a decretar oficialmente o encerramento da temporada 2019/2020 do futebol. A Federação Holandesa de Futebol (KNVB, na sigla em holandês) anunciou o cancelamento do Campeonato Holandês em razão da pandemia do novo coronavírus. Não haverá campeão, nem acesso nem rebaixamento, com a atual tabela de classificação valendo para as vagas das competições europeias da próxima temporada.

"Ficará claro para todos os envolvidos que a saúde pública vem em primeiro lugar; as decisões hoje (sexta-feira) tomadas são apenas um problema do futebol nas perspectivas do que o coronavírus causa na sociedade. No entanto, o conselho (da Federação Holandesa) sabe que está ciente que as decisões vão causar uma grande decepção par alguns", disse parte do comunicado oficial divulgado pela entidade.

A posição da KNVB ocorre dias depois de a Uefa liberar as federações nacionais da Europa a tomarem a própria decisão. A entidade admitiu que as competições podem ser encerradas em caso de decisões governamentais em relação à saúde - o primeiro ministro do país, Mark Rutte, proibir jogos de futebol até setembro - ou por questões financeiras.

Na tabela de classificação, após 26 rodadas, o Ajax e o AZ Alkmaar estavam empatados na liderança com 56 pontos, com a primeira colocação ficando com o clube de Amsterdã pelo saldo de gols (45 a 37). Ambos os clubes vão para a Liga dos Campeões da Europa, enquanto que o Feyenoord, terceiro colocado com 50 pontos, jogará a Liga Europa.

A decisão mais polêmica ficou por conta do cancelamento do rebaixamento para a atual temporada e a consequente proibição do acesso dos vencedores da segunda divisão. Houve uma votação entre os clubes envolvidos (18 da primeira divisão e 20 da segunda) e 16 teriam se posicionado a favor do rebaixamento e nove contra, além das abstenções.

A decisão difere da tomada na Bélgica, onde a federação local encerrou o torneio e decretou o Brugge, líder no momento, como campeão da temporada. Mas nesse caso ainda falta a confirmação oficial das autoridades do país.

Na contramão da Holanda, a Coreia do Sul marcou uma data para a volta do futebol no país. O Campeonato Sul-Coreano, que deveria começar em março, será iniciado no dia 8 de maio, conforme foi anunciado nesta sexta-feira pela federação local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.