Amanda Perobelli / Reuters
Amanda Perobelli / Reuters

Sem citar Internacional, Eduardo Coudet confirma saída do Racing no final do ano

Treinador continua no clube argentino até a primeira quinzena de dezembro e, então, deve ir para o time gaúcho

Redação, Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2019 | 15h59

Mais forte candidato a ser o técnico do Internacional em 2020, o argentino Eduardo Coudet revelou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva em Buenos Aires, que deixará o comando do Racing no final deste ano. O treinador, que não citou o nome do clube gaúcho, considerou que o seu ciclo no time de Avellaneda está encerrado após concluir as últimas quatro partidas que restam em 2019.

"Como já havia comunicado de maneira interna (para jogadores e diretoria), creio que tenha cumprido um ciclo e não vou continuar no clube além destas partidas que faltam", disse Coudet.

O técnico comentou que tomou a decisão de maneira antecipada para que o Racing ficasse livre para buscar um novo treinador - o nome de Jorge Sampaoli, do Santos, é um dos mais cotados. "Foi uma decisão pensada e a comuniquei com antecipação para que o clube tivesse tempo de preparação para esta mudança", explicou. "Sei que a mensagem às vezes pareceu confusa, mas entenderão que a situação merecia ser levada com respeito", acrescentou.

Coudet deverá ficar no clube de Avellaneda até a primeira quinzena de dezembro. No período, o Racing, atual campeão argentino, irá disputar a final da Super Copa, em jogo único, marcado para a cidade de Mar del Plata, contra o Tigre. Esse deve ser o último compromisso do profissional antes de assumir o Internacional.

Ainda que não tenha confirmado que assumirá o clube de Porto Alegre, a vinda do treinador já foi comentada por algumas lideranças da equipe gaúcha, como o meia D'Alessandro e o zagueiro Victor Cuesta.

TREINO

Em Porto Alegre, com Zé Ricardo no comando, a novidade do treinamento desta sexta-feira foi a presença em campo do centroavante Paolo Guerrero, já que no restante da semana o peruano havia feito atividades especiais na academia.

A tendência é que o treinador repita a escalação que empatou por 0 a 0 contra o Corinthians, em São Paulo, no último domingo. A única alteração que pode ocorrer é no meio de campo. Patrick deve ser mantido, mas Nonato e Neilton tem chances de ganhar a vaga.

"Mais uma semana que tive tempo para treinar e consegui trabalhar com todo o grupo de forma igual. Logicamente, o Nonato, antes de chegar ao Inter, me chamava a atenção. Ainda está em recuperação dos quase dois meses parado. Teve oportunidade contra o Corinthians e está nos nossos planos para a partida, mas não vou revelar se começa ou não", declarou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.