Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Sem citar nomes, Grêmio revela dois casos de covid-19 em jogadores

Anteriormente, o meia Diego Sousa havia sido confirmado com a nova doença, ainda no início de maio

Redação, Estadao Conteudo

13 de julho de 2020 | 22h35

O Grêmio revelou nesta segunda-feira que detectou mais dois casos de covid-19 no clube. Desta vez, dois jogadores apresentaram resultado positivo no teste e foram afastados para cumprir quarentena. O clube gaúcho não revelou o nome dos atletas, que estavam assintomáticos.

Anteriormente, o meia Diego Sousa havia sido confirmado com a nova doença, ainda no início de maio. Também houve caso positivo em dois funcionários no mesmo mês. Antes disso, logo no começo da quarentena, houve seguidos casos na diretoria. O próprio presidente Romildo Bolzan Júnior testou positivo, assim como os vices Claudio Oderich, Marco Bobsin e Adalberto Preis e Eduardo Fernandes, assessor da base.

Os novos testes positivos foram detectados na última bateria de exames realizada pelo clube gaúcho, nesta segunda-feira. Jogadores, membros da comissão técnica e demais funcionários foram submetidos a 79 testes, no total. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o clube já soma 487 exames.

Os novos casos foram confirmados justamente no dia em que jogadores puderam ter maior contato no treino, após meses de atividades escalonadas e à distância. Justamente por causa desta permissão, o técnico Renato Gaúcho retornou a Porto Alegre para retomar as atividades no CT.

Ele estava afastado do clube há quatro meses por recomendação do departamento médico do clube. O treinador faz parte do grupo de risco e estava no Rio de Janeiro com a família. Em seu retorno, ele também foi submetido ao exame, que apresentou resultado negativo.

TREINO 

Agora sob o comando de Renato Gaúcho, o elenco gremista iniciou as atividades do dia com uma sessão de trabalho físico. Na sequência, puderam enfim retomar os treinos técnicos e táticos, agora liberados pelo governo estadual. Antes divididos em quatro grupos, os jogadores agora passam a treinar juntos, no mesmo horário. As atividades serão realizadas, sem descanso, até o domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Grêmiocoronavírusfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.