Wilton junior/Estadão
Wilton junior/Estadão

Sem consenso das autoridades, CBF e clubes mantêm jogos sem público no Brasileirão

Presidente da entidade, Rogério Caboclo, acertou que o assunto será retomado em até três semanas

Redação, Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2020 | 21h26

Os dirigentes da CBF e os representantes dos 20 clubes da Série A decidiram, nesta sexta-feira, após uma reunião virtual, que os jogos do Campeonato Brasileiro vão prosseguir sem público nos estádios, por não haver consenso das autoridades locais em relação aos protocolos sanitários.

Por sugestão do presidente da CBF, Rogério Caboclo, acatada pelo grupo, será mantido o panorama atual e uma nova discussão será retomada dentro do prazo de até três semanas.

Em 26 de setembro, uma primeira reunião, também feita por videoconferência, terminou com forte discussão entre o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e o da CBF, Rogério Caboclo. Daquela vez, a maioria dos clubes foi contra a volta dos torcedores.

O que ficou acertado por 14 votos a 6, foi o aumento do número de inscrições por equipe no campeonato, que passou de 40 para 50 atletas. A data limite para novas inscrições ficou estabelecida para 6 de novembro e as substituições dos oito jogadores permitidos em regulamento até 20 de novembro. Nas Séries B e C o número de inscritos permanece 40 por time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.