Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Sem Cuca, com covid-19, Santos busca reação contra o Red Bull Bragantino

Cuquinha, irmão do treinador, comanda a equipe na partida em Bragança Paulista após a queda na Copa do Brasil

Redação, O Estado de S. Paulo

08 de novembro de 2020 | 05h00

O Santos entra em campo neste domingo, às 18h15, sem o técnico Cuca na beira do gramado para enfrentar o Red Bull Bragantino, em Bragança, pelo Brasileirão. O treinador se sentiu mal e teve forte dor de cabeça antes do treino de ontem e, encaminhado ao hospital Beneficência Portuguesa em Santos, foi diagnosticado com covid-19.

“O quadro dele é estável, mas, por precaução, o técnico será encaminhado para o hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O comandante ficará em observação e isolamento”, informou o clube, já prestando solidariedade. “Desejamos força ao Professor Cuca neste momento.”

Cuca já apresentou problemas cardíacos recentemente e, por isso, foi encaminhado para o hospital na Capital para acompanhamento especializado.

Sem o treinador no comando – Cuquinha, auxiliar e irmão de Cuca, será o técnico –, o Santos tentará apagar a má impressão deixada diante do Ceará na eliminação da Copa do Brasil na última quarta-feira. Só a vitória interessa em Bragança Paulista para o time buscar as primeiras posições do Brasileirão.

Além de Cuca, o Santos não terá o seu principal jogador. O time terá de se reinventar sem Marinho, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Artilheiro da equipe com 12 gols, ele vive grande fase e é quem dita o ritmo do time. Quando vai bem, os resultados positivos são maioria. Em dias de rendimento ruim, como na eliminação diante do Ceará, o time costuma somar tropeços.

O poder ofensivo cai consideravelmente pelo fato de o atacante ser uma espécie de “faz tudo”. Marinho cobra faltas, escanteios, finaliza, dribla e dá passes decisivos. As opções são: reforçar o setor de marcação com Pará, apostar em Arthur Gomes na armação, ou manter o esquema mais ousado com Lucas Braga.

Desfalque importante no Castelão, Lucas Veríssimo retorna à defesa para manter o bom desempenho do setor quando está ao lado de Luan Peres.

Também eliminado da Copa do Brasil, mas pelo Palmeiras, o Bragantino foca suas atenções na luta contra o rebaixamento à Série B no Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller, Raul e T. Anderson; Morato (L. Evangelista), Artur e Hurtado. Técnico: M. Barbieri.

SANTOS: João Paulo; Madson (Pará), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Pituca, Jobson e Jean Mota; Lucas Braga (Arthur Gomes), Kaio Jorge e Soteldo. Técnico: Cuquinha.

JUIZ: Vinícius Furlan (SP).

LOCAL: Nabi Abi Chedid.

HORÁRIO: 18h15.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.