Sem dinheiro, Palmeiras já estuda nomes para 2011

O Palmeiras sonha com a conquista do título da Copa Sul-Americana, e a consequente vaga na Libertadores de 2011, para conseguir aumentar as suas receitas. Assim, poderá investir na contratação de alguns reforços já indicados pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Por enquanto, a falta de dinheiro está complicado as investidas da diretoria palmeirense.

ANDRÉ RIGUE, Agência Estado

26 de outubro de 2010 | 19h03

"Temos de ver o caixa, não é segredo nenhum", afirmou o diretor de futebol do Palmeiras, Wlademir Pescarmona, reconhecendo que falta dinheiro ao clube para buscar reforços. "O Felipão já indicou alguns nomes e precisamos de correr atrás. O Palmeiras não pode ter apenas um investidor. Vamos recorrer aos parceiros. Traffic, Sonda, todos são bem-vindos."

Os planos do Palmeiras dependem da Copa Sul-Americana. Pescarmona não vê como problema se Felipão decidir poupar jogadores no Campeonato Brasileiro, o que poderia prejudicar o rival Corinthians, uma vez que o time tem confrontos contra Fluminense e Cruzeiro. "Não vamos arriscar num jogo que não vale nada. Problema dos corintianos", avisou o diretor.

Após participar de reunião da Federação Paulista de Futebol nesta terça-feira, Pescarmona ainda comentou a nova fórmula de disputa do Paulistão, que passará a ter quartas de final. "O Palmeiras sempre entra em qualquer campeonato para ganhar. Vamos ter de construir um bom elenco para o torneio. O Paulistão é importante e a nova fórmula deixa as fases mais complicadas", avaliou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.