Divulgação
Divulgação

Sem dinheiro para pagar eletricidade, Parma tem jogo adiado

Clube oferece partida sem torcida para reduzir custos, mas liga não aceita; gialloblu é o lanterna do Calcio, com 10 pontos após 23 jogos

Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2015 | 18h56

O Parma pode ainda não ter chegado no fundo do poço, mas parece estar cada vez mais perto de lá. Nesta sexta-feira, a liga que organiza o Campeonato Italiano anunciou o adiamento da partida entre Parma e Udinese, que deveria acontecer no domingo, no Ennio Tardini. O motivo: o clube da casa não tem dinheiro para pagar segurança e eletricidade.

O clube parmegiano sugeriu realizar a partida sem torcida, o que permitiria reduzir os custos de uso do estádio, mas a proposta não foi aceita pela Federação Italiana de Futebol. Uma nova data ainda não foi marcada.

O Parma já perdeu um ponto no Campeonato por atrasar salários e deve receber, em breve, uma punição muito mais dura, uma vez que os vencimentos de atletas e funcionários está atrasado há meses. O ídolo Cassano já foi embora. Nem a segunda mudança de donos (saiu um grupo russo-cipriota, entrou o empresário Giampietro Manenti) resolveu o problema.

O clube já planeja como será jogar a Série B da Itália em 2015/2016. Com apenas 10 pontos no Campeonato Italiano, escapar do rebaixamento é um sonho muito distante. O primeiro fora da zona de degola tem 23 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolParmaCampeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.