Ralph Orlowski/Reuters
Ralph Orlowski/Reuters

Sem Dodô, diretoria do Santos mira Adriano, do Besiktas

Jogador de 34 anos tem contrato até o final de julho, mas sua intenção é voltar ao Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

15 de janeiro de 2019 | 07h33

Sem o lateral-esquerdo Dodô, que não vai permanecer na Vila Belmiro, o Santos negocia um plano B. Ele é Adriano, que defende Besiktas, da Turquia. O jogador de 34 anos tem contrato até o final de julho, mas sua intenção é voltar ao Brasil. O Santos é um dos clubes que mostraram interesse no retorno do lateral, mas gostaria de contar com o atleta já no Campeonato Paulista.

Até o momento, o clube fechou apenas com o atacante venezuelano Yeferson Soteldo, do Huachipato, do Chile. A demora nas contratações começa a irritar o técnico Jorge Sampaoli. Após o empate com o Corinthians por 1 a 1, o argentino deu declarações em tom de cobrança. "Queremos que o que pedimos em curto prazo se concretize", disse o treinador.

O presidente José Carlos Peres prometeu a contratação de pelo menos mais dois reforços até o final da semana. As negociações estão avançadas com Pablo Pérez, do Boca Juniores, e com o zagueiro colombiano Aguilar, do Atlético Nacional.

No momento, o Santos tem apenas o lateral Orinho para o lado esquerdo. Adriano começou a carreira no Coritiba e se transferiu para o Sevilla, da Espanha. Depois, foi negociado com o Barcelona, onde conquistou duas vezes a Liga dos Campeões e quatro vezes o Campeonato Espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.