Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Sem Dorival Júnior, Santos deve ter Neymar no clássico

Equipe será conduzida por Narciso em partida contra o Corinthians, às 22 horas, na Vila Belmiro

SANCHES FILHO, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 08h33

Dorival Júnior não teve forças para manter, sozinho, o afastamento de Neymar e acabou pagando com o próprio emprego. O técnico, que assumiu o Santos no início do ano, acabou demitido após uma reunião da diretoria na noite desta terça-feira.

Veja também:

linkCorinthians promete ser um time ousado na Vila Belmiro

linkSantos fica do lado de Neymar e demite Dorival Júnior

Depois de noites maldormidas e consultas a alguns dos mais importantes treinadores do futebol brasileiro, o técnico havia decidido tirar o atacante do clássico contra o Corinthians, nesta quarta, às 22 horas (de Brasília, com transmissão do estadão.com.br e da rádio Eldorado/ESPN), na Vila Belmiro, ainda como parte da punição por ter sido xingado pelo jogador no jogo contra o Atlético Goianiense, na quarta passada. O Santos será conduzido, interinamente, por Narciso, comandante do time sub-20.

Na tarde de segunda, quando os jogadores se reapresentaram no CT Rei Pelé, Neymar estava no grupo e tudo indicava que voltaria nesta quarta. O que fez Dorival mudar de ideia foram os conselhos de treinadores top, que lhe disseram para agir com mais rigor para não comprometer a sua carreira, passando a imagem de profissional sem pulso.

O ex-treinador santista reafirmou que a decisão foi tomada sem consultas à outras pessoas da equipe. "Tomei a decisão agora à tarde e ainda não comuniquei ao Neymar e nem ao presidente (do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro)", disse o treinador, sem esconder a tensão, numa das mais longas entrevistas que deu desde que assumiu o comando santista, nesta terça, no CT Rei Pelé. "Estou fazendo o melhor para o atleta porque houve uma situação muito desagradável e espero que Neymar volte com outra cabeça. Não estou punindo por prazer e sim por necessidade".

Agora sem Dorival Júnior no comando, a expectativa é que Neymar enfrente o Corinthians nesta quarta, em jogo decisivo para as pretensões santistas de conquistar a tríplice coroa na temporada - já ganhou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil.

SANTOS - Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo; Arouca, Danilo, Marquinhos e Alan Patrick; Neymar e Marcel. Técnico: Narciso.

CORINTHIANS - Júlio César; Alessandro, Paulo André, William e Roberto Carlos; Ralf (Boquita), Jucilei e Elias; Bruno César, Jorge Henrique e Iarley. Técnico: Adílson Batista.

Árbitro - Carlos Eugênio Simon (RS); Horário - 22 horas (de Brasília); TV - Globo e Band; Rádio - Eldorado/ESPN (AM 700/FM 107,3); Local - Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.