Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Sem dormir há 48 horas, presidente enche a bola do elenco do Vasco após título

Alexandre Campello revelou ainda que o jogo contra o Botafogo, na primeira rodada da Taça Rio, deve ser realizada o estádio Mané Garrincha, em Brasília

Redação, Estadão Conteúdo

17 de fevereiro de 2019 | 20h50

A noite deste domingo foi de festa para o Vasco, que venceu o Fluminense por 1 a 0, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e conquistaram a Taça Guanabara - o primeiro turno do Campeonato Carioca. O presidente Alexandre Campello, porém, deve aproveitar para colocar o sono em dia.

O mandatário vascaíno revelou que não conseguiu dormir direito nas 48 horas que antecederam o clássico, principalmente por conta de toda a polêmica envolvendo a entrada ou não dos torcedores.

Aliviado, Campello parabenizou elenco, comissão técnica e diretoria. "Estou quase 48 horas sem dormir direito, envolvido com esse clássico, com tudo isso que cercou esse jogo. Quero parabenizar toda nossa equipe, nossa diretoria. Neste momento, o Vasco mostrou o que ele realmente é", afirmou o presidente.

O dirigente revelou também que o clássico contra o Botafogo, pela primeira rodada da Taça Rio - o segundo turno -, deve acontecer no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A expectativa é que o martelo seja batido nesta segunda-feira.

TÍTULO TRAZ CONFIANÇA

Um dos responsáveis por essa conquista, o técnico Alberto Valentim rasgou elogios aos seus comandados e acredita que o título da Taça Guanabara vai trazer mais tranquilidade para a sequência do trabalho.

"Estão todos de parabéns. O grupo é muito forte, esses jogadores estão formando uma identidade forte com a camisa do Vasco. (O título) Nos dá uma confiança para o trabalho que vem sendo realizado e pelo regulamento nos dá uma vaga na semifinal", comentou Valentim.

O Vasco fechou a Taça Guanabara com 100% de aproveitamento, ganhando os cinco jogos da primeira fase, a semifinal e agora a final. O título coloca o time automaticamente na semifinal do Campeonato Carioca.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.