Sem Edmundo, Vasco encara o Criciúma pela Copa do Brasil

Equipe de São Januário tenta esquecer fracasso no Carioca e foca no título da competição nacional

Leonardo Maia, Agência Estado

15 de abril de 2008 | 19h54

Antônio Lopes realmente tem prestígio em São Januário. Não é qualquer treinador que chega ao Vasco e coloca Edmundo na reserva. O jogador - que já havia sido sacado durante a partida contra o Fluminense, pela Taça Rio - não começa contra o Criciúma, nesta quarta-feira, às 19h30, pela Copa do Brasil."O Edmundo não joga duas partidas por semana. Faz parte do planejamento", argumenta Lopes, evitando polêmicas e garantindo que não se trata de relegar o craque, cujo retorno ao clube precipitou a saída de Romário, ao banco de reservas em definitivo.Então, por que o atacante está relacionado para a partida? "O Leandro Bomfim está vetado, e o Edmundo se apresentou para ficar no banco", diz Lopes. "Assim, se precisarmos dele, podemos colocá-lo em campo".Mas o Vasco não entra em campo depois até o jogo da volta e cresce a sensação de que Edmundo começa a perder espaço para Jean, confirmado como seu substituto no ataque, ao lado de Alan Kardec. "O Edmundo está mostrando muito espírito de grupo. É preciso reconhecer sua postura", elogiou o treinador vascaíno.Leandro Bomfim tem contusão muscular, sofrida contra o Fluminense. Em seu lugar, Lopes já definiu a escalação do volante Souza, que fez boas atuações nos poucos minutos em que atuou. "Estou muito feliz. Tenho trabalhado forte para aproveitar chances como essa", diz o jovem de 19 anos, que fará sua estréia como titular. "Ele é um volante de bom toque de bola. Sabe sair para o jogo e erra poucos passes", elogia Antônio Lopes.

Tudo o que sabemos sobre:
Vasco da GamaCopa do BrasilCriciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.