Sem Eduardo, técnico do Arsenal pede atenção aos juízes

'Não estou pedindo tratamento especial, apenas que árbitros punam as faltas', diz Arsène Wenger

Agência Estado

29 de fevereiro de 2008 | 18h41

Na véspera do primeiro jogo do Arsenal sem o brasileiro Eduardo da Silva, que ficará pelo menos nove meses afastado por causa de uma fratura na perna esquerda, o técnico Arsène Wenger pediu aos árbitros do Campeonato Inglês que tenham atenção para coibir a violência. A 28.ª rodada começa neste sábado, com oito jogos, e o Arsenal recebe o Aston Villa, às 12 horas (de Brasília), precisando vencer para manter os três pontos de vantagem sobre o Manchester United. Veja também: Taylor diz que sua felicidade depende da volta de Eduardo "Não estou pedindo tratamento especial, apenas quero que os árbitros percebam que, se eu time faz três vezes mais faltas que o outro, é preciso punição", disse Wenger. Eduardo, que vinha sendo titular da equipe, foi atingido por uma entrada violenta de Martin Taylor, zagueiro do Birmingham, aos 3 minutos do jogo do último sábado, que terminou com empate por 2 a 2. O Arsenal tem 64 pontos e enfrenta um adversário complicado: o Aston Villa (que também é da cidade de Birmingham) tem 47 pontos e está em quinto lugar, numa luta ferrenha com Everton (50), Liverpool (47), Portsmouth e Manchester City (ambos com 44) pelo quarto lugar e pela última vaga inglesa na próxima Liga dos Campeões. O Manchester United, com 61 pontos, vai até Londres para enfrentar o Fulham, que tem apenas 19 pontos e é o penúltimo colocado, ameaçado de rebaixamento - venceu só um dos últimos 15 jogos. O Manchester não contará com o polivalente atacante Giggs, que sofreu uma lesão no calcanhar. Em terceiro lugar, com 55 pontos, o Chelsea visita o West Ham, que está em décimo, com 40, em sua primeira partida após a perda da Copa da Liga Inglesa para o Tottenham. Insatisfeito com o time, o técnico Avram Grant pode promover várias mudanças, entre elas a entrada do francês Anelka no ataque titular, ao lado de Drogba.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato Inglês

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.